Promon anuncia solução Google de busca corporativa No ratings yet.

16/05/2007

A Promon, empresa que atua no desenvolvimento de projetos, consultoria, integração e implementação de soluções de infra-estrutura, anunciou uma solução de busca corporativa do Google, que, segundo ela, permite que o usuário encontre rapidamente um arquivo de uso interno, seja um e-mail, um documento de texto, uma planilha ou uma apresentação.

Desenvolvida para atender às necessidades de empresas de todos os portes, a solução corporativa do Google permite buscas em servidores de arquivos, bancos de dados, e-mails, intranets e sites web, que podem compreender de alguns milhares até centenas de milhões de documentos.

Segundo Marcos Siqueira, gerente de negócios da Promon, o volume e a dispersão de dados nas empresas levam ao desperdício de tempo e de recursos na busca por informações. Com a oferta da solução corporativa de busca do Google, a Promon amplia seu portfólio de soluções. “Além de ser uma solução completa de busca com uma interface já conhecida pelos usuários, essa ferramenta pode ser disponibilizada não só para uso corporativo interno, mas também nos sites das empresas – por exemplo, portais corporativos e de e-commerce”, afirma.

Um estudo da IDC, aponta que 80% das informações corporativas são armazenadas de forma não-estruturada. Contudo, ainda que estruturadas, muitas vezes a grande quantidade de informação guardada dificulta a sua localização.

A solução de busca corporativa do Google, conforme a Promon, não apenas soluciona esse problema, como proporciona até mesmo uma otimização da infra-estrutura de TI corporativa. “Após algumas buscas, é possível verificar se os documentos estão armazenados no lugar correto, identificar duplicidade de arquivos, localizar documentos inacabados e retirar informações antigas que possam ser armazenadas de outra forma, possibilitando a liberação de espaço e até mesmo uma melhoria na performance de rede”, diz Siqueira.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *