Projeção diminui, mas e-commerce deve fechar 2012 com 22 bilhões em vendas

O comércio eletrônico vem registrando um crescimento efetivo no Brasil nos últimos anos. Só no primeiro semestre deste ano as compras pela internet registraram um crescimento de 21% atingindo a marca de R$ 10,2 bilhões, segundo o relatório WebShoppers, feito pela e-Bit e pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

No período, 5,6 milhões de pessoas fizeram a sua primeira compra on-line, totalizando 37,6 milhões de consumidores virtuais que gastaram em média R$ 346,00 por compra.

Para o segundo semestre, a previsão é que o crescimento continue, porém um pouco menor do que o esperado, fechando o ano com R$ 22 bilhões em vendas online.

O esfriamento da economia e a redução da projeção do PIB (Produto Interno Bruto) para 2012 são alguns fatores que contribuem para um crescimento um pouco inferior do que o esperado (a expectativa inicial do mercado é que 2012 fechasse com 25% e a nova projeção é dde 20%). Além disso, para Pedro Guasti, diretor-geral da e-bit, a diminuição do prazo de pagamento sem juros também vem contribuindo para um desempenho mais modesto do comércio eletrônico.

O mercado de compras coletivas tem contribuído para o fortalecimento do comércio eletrônico. Depois de um crescimento vertiginoso no Brasil em 2010, essa modalidade de compras online continua crescendo. Segundo o InfoSaveme, no primeiro semestre de 2012, o faturamento desses sites ficou em R$ 731 milhões, 2% a mais que nos primeiros seis meses de 2011.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.