Prevenção é meio de combater software publicitário


02/02/2004

Se o inferno reserva um lugar especial aos praticantes de telemarketing, spam e criadores de vírus de computador, com certeza há um cantinho para os desenvolvedores de software publicitário, também chamado de “adware”. Para os desprevenidos, adware é software gratuito que se pode baixar da Internet para o computador. Muitas vezes, ele está integrado a outros programas aparentemente úteis, como os que oferecem ajustar o relógio de seu computador e que fornecem informações meteorológicas, de graça.

Mas na verdade, o adware custa muito caro. Ele pode alterar a página inicial do seu browser e impedir que você restaure ao endereço original. Além disso, ele pode incluir automaticamente uma série de endereços da Internet em sua lista de favoritos, alguns dos quais de sites adultos.

Pode acrescentar uma linha adicional ao seu browser, com propaganda de uma série de coisas, entre as quais sites pornográficos. E pode ainda monitorar sua navegação pela Web, o que explica por que às vezes esse tipo de software é conhecido como “spyware”.

Mas, acima de tudo, esse tipo de programa traz anúncios, muitos anúncios. Um número esmagador deles. Uma pesquisa concluiu que quase três quartos das pessoas que instalam adware em suas máquinas, não sabem que o estão fazendo, e a maior parte das pessoas que o sabem não faz idéia dos danos que esse tipo de software pode causar.

Normalmente, problemas com adware surgem quando o usuário responde “Sim” quando perguntado se deseja instalar e executar um programa gratuito. Para muita gente, talvez pareça que o programa é necessário para que possam ver a página da Web que estão visitando, mas é pouco provável que isso seja verdade.

Quando a pessoa aceita instalar o produto sem ler as letrinhas miúdas do contrato, que são difíceis de localizar e ainda mais difíceis de entender, está dando à empresa de adware permissão para assumir parcialmente o controle de seu computador.

Assim, a resposta mais simples ao dilema é sempre responder “não” às ofertas e alertas que surgem em sua tela. Jamais responda “sim” a não ser que exista um acordo de licenciamento compreensível à vista.

Há diversos serviços que procuram adware nos computadores de usuários, mas a precisão dos testes varia. Por exemplo, o PCPitStop.com encontrou apenas três programas de adware no computador de meu vizinho, enquanto a Webroot.com achou 11 e a PestPatrol.com 12 programas de adware, dois de spyware e dois programas que tomam o controle do browser.

Nesses sites, você precisa clicar “sim” para baixar os programas de rastreamento de adware. Mas, em qualquer outro momento, clique “não” e evite dor de cabeça.

Reuters

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.