PixelArt: a nova tendência dos designers

Se você navega pela Web sem compromissos, então já esbarrou com pequenas figuras detalhadamente desenhadas e pintadas em cores “chapadas” – mais provavelmente dentro de animações em Flash. Essas pequenas figuras são resultado de uma nova tendência que tem sido cada vez mais usada pelos webdesigners, chamada de PixelArt.Definimos como PixelArt aqueles desenhos feitos no computador, onde seus traços são definidos pixel a pixel, dentro de um programa de imagens que possua ferramentas de desenhos, tais como Photoshop ou Fireworks entre outros. Você deve estar imaginando que, se cada traço do desenho é definido “quadradinho por quadradinho”, aumentando a imagem em muitas vezes para que os pixels tornem-se visíveis na tela, o esforço desprendido nesta operação, assim como sua paciência, deve ser consideravelmente grande. Você está certo!Montar uma arte preenchendo cada pixel necessário é um processo que leva tempo e exige muita atenção e olho clínico do designer, mas a arte limpa, clara e bem definida ao final do trabalho é um colírio para os olhos de todos. Que digam os criadores do site Electriconland, Giovani Akira Faganello e Gabriel Gorski: “PixelArt é um jogo de paciência. Imagine desenhar uma tela de 800 x 600 pixels, clicando um a um. Claro que muitas vezes existem áreas maiores, com cores chapadas, mas isso não diminui o tamanho do trabalho. Entretanto, depois de pegar o jeito da coisa, se torna muito agradável… Ainda mais com um Miles Davis tocando bem alto ao fundo!”.Giovani e Gabriel são Formandos do Curso de Desenho Industrial da UFSM e trabalham com Desenvolvimento WEB (Design e Programação) no Centro de Processamento da UFSM/RS. O site Eletrconland já virou referência mundial do assunto que, segundo a dupla, expressa detalhes mínimos de uma arte: “De certa forma os pixels são as unidades básicas do design digital, a menor unidade. Mesmo as ilustrações criadas em programas vetoriais, usando anti-alias, são compostas de pixels. Acreditamos que esteja se tornando uma nova tendência por que é possível expressar, através dela, detalhes minimalistas na ilustrações.”

Please rate this

 

PixelArt: a nova tendência dos designers

Se você navega pela Web sem compromissos, então já esbarrou com pequenas figuras detalhadamente desenhadas e pintadas em cores “chapadas” – mais provavelmente dentro de animações em Flash. Essas pequenas figuras são resultado de uma nova tendência que tem sido cada vez mais usada pelos webdesigners, chamada de PixelArt.Definimos como PixelArt aqueles desenhos feitos no computador, onde seus traços são definidos pixel a pixel, dentro de um programa de imagens que possua ferramentas de desenhos, tais como Photoshop ou Fireworks entre outros. Você deve estar imaginando que, se cada traço do desenho é definido “quadradinho por quadradinho”, aumentando a imagem em muitas vezes para que os pixels tornem-se visíveis na tela, o esforço desprendido nesta operação, assim como sua paciência, deve ser consideravelmente grande. Você está certo!Montar uma arte preenchendo cada pixel necessário é um processo que leva tempo e exige muita atenção e olho clínico do designer, mas a arte limpa, clara e bem definida ao final do trabalho é um colírio para os olhos de todos. Que digam os criadores do site Electriconland, Giovani Akira Faganello e Gabriel Gorski: “PixelArt é um jogo de paciência. Imagine desenhar uma tela de 800 x 600 pixels, clicando um a um. Claro que muitas vezes existem áreas maiores, com cores chapadas, mas isso não diminui o tamanho do trabalho. Entretanto, depois de pegar o jeito da coisa, se torna muito agradável… Ainda mais com um Miles Davis tocando bem alto ao fundo!”.Giovani e Gabriel são Formandos do Curso de Desenho Industrial da UFSM e trabalham com Desenvolvimento WEB (Design e Programação) no Centro de Processamento da UFSM/RS. O site Eletrconland já virou referência mundial do assunto que, segundo a dupla, expressa detalhes mínimos de uma arte: “De certa forma os pixels são as unidades básicas do design digital, a menor unidade. Mesmo as ilustrações criadas em programas vetoriais, usando anti-alias, são compostas de pixels. Acreditamos que esteja se tornando uma nova tendência por que é possível expressar, através dela, detalhes minimalistas na ilustrações.”

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *