Pesquisadores criam rede de 40 Gigabits por segundo


02/12/2003

Esta semana, o Departmento de Energia dos Estados Unidos destinou uma verba de cerca de US$ 4,5 milhões ao Laboratório Nacional de Oak Ridge (ORNL) para o desenvolvimento de uma rede de alta velocidade chamada “Science UltraNet”, revolucionando todo o processo de transferência de grandes quantidades de dados. De acordo com dirigentes do ORNL, o protótipo da nova rede deverá operar à velocidade de 40 Gigabits por segundo (Gbps), cerca de 800 mil vezes mais rápida que a mais veloz conexão existente, de 56 mil por segundo.

Contudo, o diretor da Divisão de Ciência e Matemática da ORLN, Nageswarta Rao, avisa que os pesquisadores do instituto não estão tentando desenvolver uma “nova internet”. “Estamos criando uma rede de alta performance que utiliza roteadores e switches semelhantes aos utilizados pelas empresas de telefonia, de forma a oferecer conexões dedicadas e a acelerar as descobertas científicas”, explica.

Os pesquisadores do ORNL anunciaram que pretendem testar a rede UltraNet, ligando as cidades norte-americanas de Atlanta, Chicago e Sunnyville.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *