Pesquisa aponta aumento na intenção de compra pela Web No ratings yet.

 17/04/2008

Para dar continuidade à série de estudos sobre a demanda para bens de consumo duráveis, o PROVAR (Programa de Administração de Varejo), da FIA (Fundação Instituto de Administração), em parceria com a Felisoni & Associados, publica a mais recente edição da "Pesquisa Trimestral de Intenção de Compra no Varejo" com foco nas expectativas de compras de bens de consumo duráveis para o segundo trimestre de 2008. Nessa nova análise também constam os resultados da pesquisa de Intenção de Compra na Internet.

Realizada com 500 consumidores da cidade de São Paulo, a pesquisa avalia as intenções de compra e de gastos no período de abril a junho. Entre os destaques estão os 63,2% dos entrevistados que têm intenção de comprar no período, índice superior ao apurado no primeiro trimestre de 2008, que registrou 56,6%. São analisadas as expectativas em relação à compra das seguintes categorias de produtos: Linha Branca, Eletroeletrônicos, Telefonia e Celulares, Informática, Automóveis e Motos, Cine e Foto, Material de Construção, Cama, Mesa e Banho, Móveis e Eletroportáteis.

O percentual de pessoas que não pretendem comprar foi de 36,8%, abaixo do registrado no primeiro trimestre, que apontou 43,4%, e também inferior ao índice alcançado na mesma época do ano passado que foi de 45,2%. Para Claudio Felisoni de Angelo, coordenador geral do Provar, "a elevação do percentual dos índices de intenção de compra em comparação ao mesmo período de 2007 pode ser explicada pelo aumento da oferta de crédito, o que facilitou o acesso dos consumidores a bens de maior valor unitário".

Nesse novo estudo, entre os itens da lista de produtos pesquisados com maior intenção de compra destacam-se o segmento Cine e Foto, com 11,8%, seguido por Informática (11,2%), Telefonia e Celulares (9,6%) e Linha Branca, com 8,6%. De maneira geral, pode-se observar que a maioria dos segmentos apresentou aumento na intenção de compra em relação ao segundo trimestre do ano passado. A exceção fica para as categorias ‘Móveis’, ‘Cama, Mesa e Banho’, mas se mantiveram ainda patamares elevados de consumo. A elevação de alguns segmentos reflete um momento sazonal do varejo para esse período do ano, estimulado, principalmente, pelo Dia das Mães.

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a variação que mais se destaca é a elevação da intenção de gastos na categoria ‘Automóveis’, por causa de facilidades de financiamento, com juros menores e, principalmente, prazos mais longos para amortização da dívida.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *