Pentium 4 de 3 GHz sai esta semana


12/11

A Intel vai começar esta semana a vender seu mais veloz processador Pentium 4, que entre outras coisas possui uma tecnologia que `engana’ o sistema operacional, fazendo-o acreditar que o computador possui instalado dois processadores, em vez de um.

A Intel anunciará `ainda esta semana o primeiro processador de três gigahertz’, com `dois chips virtuais dentro de um’, disse Paul Otellini, presidente e vice-presidente operacional da Intel em uma conferência da Oracle, na segunda-feira.

A Intel não comentou a data exata do lançamento do novo processador.

O novo Pentium 4 de três gigahertz terá o que a Intel chama de tecnologia Hyper-Threading, que torna um processador capaz de simular, para os sistemas operacionais e aplicativos, a presença de dois chips dentro do computador, disseram analistas. Segundo eles, isso melhoraria o desempenho de certos programas em até 25 por cento.

A Intel começou a oferecer a tecnologia Hyper-Threading em seus processadores e estações de trabalho Xeon, para servidores, em fevereiro, e agora oferece o recurso para computadores pessoais pela primeira vez.

Os sistemas de duplo processamento, que têm dois chips separados funcionando como `cérebro’ de um computador pessoal ou servidor, são considerados muito caros para a maioria dos usuários domésticos.

“Com alguma programação e hardware adicional no chip, um aumento de três a quatro por cento no hardware, eles estão fazendo parecer que há dois processadores e não um’, disse Nathan Brookwood, analista principal da Insight 64, uma empresa de pesquisa de mercado e consultoria em Saratoga, Califórnia.

Isso não só acelera os aplicativos, mas impede que os computadores travem quando diversos programas estão em operação simultaneamente, disse Brookwood.

Por exemplo, os sistemas podem congelar quando um usuário está trabalhando em mais de uma tarefa ao mesmo tempo, o que força o processador a se dedicar intermitentemente a um e outro aplicativo. Entre outros exemplos está a navegação na Web durante a execução de um programa antivirus, envio de email e digitalização de um vídeo.

Além disso, certos aplicativos, como o Microsoft Outlook, tendem a usar parte muito grande dos recursos do processador, diz Brookwood.

“Isso cria frustração para o usuário porque a máquina parece travada, o cursor não se mexe’, diz.” A situação de travamento será melhorada dramaticamente com a tecnologia Hyper-Threading’, afirmou o analista.

Por Elinor Mills Abreu

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.