Pentágono quer rastrear todos os e-mails do mundo


13/11

Mais parece a versão virtual do Grande Irmão, presente no clássico 1984, escrito por George Orwell. De acordo com informações divulgadas na semana passada pelo jornal The New York Times, o Pentágono pretende colocar em operação um sistema capaz de rastrear todas as operações de comunicações realizadas no mundo via Internet: desde transações bancárias até contatos feito via e-mail. A intenção do presidente norte-americano George Bush é que a “espionagem” possa ocorrer sem a necessidade de uma ordem judicial.

O responsável pelo projeto é o almirante John Poindexter, ex-assessor de segurança nacional do governo de Ronald Reagan. De acordo com o alto oficial, que se integrou ao governo de Bush em janeiro passado, o sistema será fundamental para desarticular as organizações terroristas espalhadas pelo mundo.

Poindexter se referiu ao tema em uma série de documentos internos do Departamento de Defesa, divulgados pelo jornal The New York Times. Segundo o ex-assessor de Reagan, o governo necessita ter amplos poderes para processar, armazenar e obter todos os detalhes que se encondem por trás das comunicações eletrônicas. Para ele, essa é a única maneira que os Estados Unidos têm para ganhar a guerra contra o terrorismo.

O projeto, denominado de Vigilância Total da Informação, já foi apresentado ao secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, o qual, segundo fontes do Pentágono citadas pelo jornal, estaria trabalhando no caso, cuidando principalmente dos possíveis conflitos legais que poderiam vir a surgir com outros países. Segundo um porta-voz do Pentágono, a intenção é coordenar o processo com várias organizações.

“Isso poderia provocar uma verdadeira tempestade nas liberdades civis da América”, disse Marc Rotenberg, diretor do Centro de Privacidade das Informações Eletrônicas em Washington.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.