Obama coloca no YouTube mensagem semanal de rádio

17/11/2008

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, postou sua mensagem semanal de rádio de sábado no site YouTube, em um sinal de que em seu governo continuará recorrendo à internet para disseminar suas mensagens.

O vídeo foi postado no site www.change.gov. Nele, Obama pede ao Congresso norte-americano que aprove rapidamente as medidas para combater a crise financeira.

A mensagem foi ao ar no mesmo dia da reunião do G20 em Washington, em que os líderes mundiais discutiram saídas para a crise financeira internacional. Como presidente eleito, Obama preferiu não participar da cúpula, mas enviou o ex-congressista republicano Jim Leach e a ex-secretária de Estado Madeleine Albright como seus representantes informais à cúpula.

Obama "continuará gravando e disseminando seus discursos de rádio quando chegar à Casa Branca", disse a equipe de transição.

A gravação do discurso, para ser transmitido por rádio e internet, foi feita na sexta-feira (14) no escritório de transição de Obama em Chicago, em Illinois. Esta é a primeira vez em que um presidente eleito ou um presidente transforma o discurso por rádio em um projeto multimídia.

Ela também oferece a oportunidade para que Obama se comunique diretamente com o público sem a mediação da imprensa. "Esta é apenas uma das formas nas quais o presidente eleito Obama se comunicará diretamente com o povo americano e fará com que a Casa Branca e o processo político seja mais transparente", especificou o comunicado.

Sob a "Presidência YouTube", como a qualificou um blog do jornal "The Washington Post", Obama também realizará um diálogo direto com o público pela internet e entrevistas por vídeo.

A meta, segundo as pessoas próximas a Obama, é "colocar um rosto ao governo", segundo o jornal.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.