O que Você Sabe Sobre Seus Dados?


10/05/2004

As empresas, relacionam-se com seus clientes. Pode parecer óbvio, mas a maioria das empresas – mesmo aquelas que exploram iniciativas de CRM – não conhece as informações certas sobre as pessoas que estão cadastradas em seus bancos de dados. Com tantas variáveis envolvidas em um projeto de gestão de clientes, os dados são freqüentemente negligenciados. E a negligência sobre a qualidade da informação pode levar ao insucesso, até mesmo os programas de CRM com as melhores intenções. Mas isso não precisa ser assim.

O Instituto de Data Warehousing estima que a qualidade ruim dos dados custa às empresas dos EUA mais de US$ 600 bilhões por ano. Mais prejudicial ainda é que o nível gerencial freqüentemente não tem consciência sobre a situação, subestimando as atividades que causam essa perda. O relatório de 2003 do Gartner, “Uma Abordagem Estratégica para Melhorar a Qualidade dos Dados”, informa que 50 por cento das empresas que implementam uma estratégia de CRM não percebem os problemas significativos de qualidade dos dados que possuem. “Muitas organizações se preocupam com a estrutura, por exemplo, as ferramentas, mas tendem a não pensar sobre a qualidade”, diz Ted Friedman, principal analista do Gartner, durante um recente seminário promovido pela DM Review.

Uma qualidade de dados ruim significa que a informação pode ser imprecisa, incompleta, redundante ou fictícia. O Instituto de Data Warehousing vai mais longe ao afirmar que “a degeneração da qualidade dos dados está lentamente sangrando as empresas até a morte”. Os problemas incluem erosão da confiança do cliente, perda de oportunidades de negócio e tomadas de decisão estratégicas equivocadas, em função de dados imprecisos ou incompletos. (segue)

Por Swantje Drescher, Consultora

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *