O que é mais importante? Uma fanpage com muitos likes ou um site na 1ª página do Google? No ratings yet.

Assim como as pessoas que cada vez mais usam a internet com diversos objetivos, as empresas buscam captar a atenção e se relacionar com esse público também através da web. As empresas estão se voltando cada vez mais para a internet como forma de divulgar seus negócios e por isso concorrência entre os sites também aumenta.

Atualmente, qualquer estratégia de marketing digital deve incluir ao menos a divulgação nos sites de busca e nas redes sociais, mais precisamente Google e Facebook.

Fazer publicidade no Google ou no Facebook?

Hoje, todo mundo está ou quer estar no Facebook. A rede social é o ambiente propício para as pessoas se relacionarem, falarem sobre seus gostos pessoais, trocarem ideias e opiniões. Mas a grande diferença é que os usuários de mídias sociais não estão buscando produtos ou serviços para adquirir da forma como acontece nos sites de busca. O Google é o principal aliado que um anunciante pode ter para conqusitar clientes.

Apesar disso, a mídia da moda é mesmo o Facebook. Tenho visto a todo momento empresas investindo esforços para fortalecimento da sua presença no Facebook. Empresas de todos os tipos e segmentos estão utilizando a ferramenta como uma forma de ganhar visibilidade e aumentar a sua base de consumidores.

Diariamente recebemos contatos de pequenas empresas que muitas vezes não tem nem site ou, se tem, são sites pobres tanto em relação a layout quanto a conteúdo.

São corretores de seguros, clínicas odontológicas, revendedores Polishop ou pequenas marcas de roupas que buscam no Facebook pela “salvação da lavoura”. Muitos deles nem cogitaram de ter um site, desde que tenham sua fanpage no Facebook.

Na semana passada tive duas experiências curiosas que atestam esta tendência. Aqui perto da agência tem um pequeno negócio de um profissional que é um misto de carpinteiro e artista. Ele cria objetos de madeira para decoração. Mas o negócio como um todo é bem rústico. Bom, o “artista” me mostrava algumas obras quando me disse que tirava fotos de tudo que criava e publicava na internet, me mostrando prontamente o notebook com sua fanpage do Facebook aberta.

Na sexta-feira passada, fizemos um happy-hour aqui do pessoal da agência. Fomos tomar um chopp e comer uma pizza na praça de alimentação de um centro comercial perto do escritório. A pizzaria que escolhemos era mais um negócio que aposta todas suas fichas no Facebook. Por incrível que pareça eles não tinham nem site nem ao menos um panfleto para divulgar os sabores das pizzas e o número do telefone. Mas tinham Face.

Ao contrário de um site, a sua página do Facebook é, na verdade, uma propriedade do Facebook. Qualquer alteração nas regras de uso, como já aconteceu, pode interferir negativamente no trabalho e investimento realizado.

Por falar em investimento, o Facebook não é grátis como muitos pensam. Para divulgar seu negócio, divulgar posts com maior alcance, atrair novos amigos, conquistar curtidas, é preciso fazer investimentos contínuos. O Facebook não é grátis nem simples a ponto de qualquer sobrinho fazer o seu negócio bombar.

Por outro lado, um site profissional, com conteúdo de qualidade e bem otimizado, tem todas condições de aparecer bem posicionado entre os primeiros resultados dos sites de busca, atraindo visitantes segmentados durante muito tempo.

Para ter um site atrativo e com boas condições de aparecer na 1ª página do Google, muitas vezes nem é preciso investir muito. Além do mais a criação e a otimização do site precisam ser feitas apenas uma vez e os resultados continuam durante muito tempo.

Conquistar seguidores ou curtidas no Twitter ou Facebook é importante, levar a audiência para o seu site (para dentro da sua empresa) é ainda mais importante.

Eu não estou aqui para dizer que a sua empresa não deve investir no Facebook. Apenas discordo daqueles que entendem que a página no Facebook pode substituir o site da empresa.

Portanto, entre ter um site ou uma fanpage, entre investir em uma ação de marketing no Facebook e no Google, fique com os dois.
Ricardo Prates Morais é diretor da agência emarket.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *