O impacto da Internet no seu negócio

O que a Internet tem a ver com seu negócio? Será que vai ser bom ou ruim para sua empresa? Tudo isso vai depender de como você está vendo essa nova forma de realização de negócios. Tenho acompanhado alguns profissionais experientes em Administração, Marketing, Economia, etc tendo um enfoque completamente distorcido sobre o assunto. Primeiramente temos que deixar bem claro que ao sua empresa ter um web site na Internet, não deve encará-lo como uma (ou mais uma) forma de publicidade. Você deve enxergá-lo como uma extensão da empresa, mas com uma característica muito particular. A de atender clientes preparados e exigentes, de toda parte do Brasil (e até do mundo), além de não fechar suas portas, como suas outras filiais. Esses fatos já criam um impacto muito grande em seu negócio. Você está preparado para essas mudanças? E muito mais acontece, então vejamos:· Fim do intermediário – Se seu negócio é (ou era) intermediar algum produto ou serviço, todo cuidado é pouco. Você deve se adaptar rapidamente a nova realidade nos negócios pela Internet. A partir de agora, seu cliente pode se relacionar diretamente com o produtor, fabricante ou prestador de serviço final. Um bom exemplo disso são as companhias aéreas, hotéis, companhias de seguros, etc. Portanto, veja se seu negócio está ameaçado ou não e tome uma atitude.· Criação do Infomediário – É o novo intermediário, mas que nada tem a ver com o modelo antigo. É alguém que através da Internet pode fazer a intermediação de negócios, recebendo uma comissão pelo serviço. Diferente do intermediário, pois não é ele quem define seus ganhos e sim o próprio produtor do produto ou serviço. · Informação livre – Agora não adianta mais ficar manipulando ou comercializando informações. A informação é livre e corre a uma velocidade alucinante. Algumas empresas realizavam bons negócios no passado em função de informações privilegiadas que elas possuíam. Atualmente isso já ficou mais difícil, pois a informação é livre e quase todas as pessoas tem acesso.· Qualidade não é diferencial – Ninguém diz que seu serviço não tem qualidade. Você pagaria menos por um produto sem qualidade? Provavelmente não. Por menor que seja o preço de um produto ou serviço, qualidade passou a fazer parte obrigatória dele. Portanto, não adianta mais ficar dizendo que seu produto tem qualidade, isso não é mais novidade nem diferencial.· Bom atendimento – É o mínimo que você pode fazer. Não adianta simplesmente ter um web site bonitinho, com efeitos, cores, etc. O que o cliente quer é ser bem atendido. Isso, infelizmente a maioria das empresas ainda não perceberam. O pior é que uma experiência negativa neste caso é fatal para determinar o sucesso ou não de seu negócio. Manter o cliente sempre bem informado sobre suas compras, prazo de entrega, possibilidade e condições para trocas, etc.· A um clique do concorrente – Esse é o grande diferencial da Internet em relação ao mundo real. É por isso que nenhum shopping na Internet pode garantir sucesso de seu empreendimento. No mundo real, a função principal do empreendedor de um shopping é colocar pessoas no mall e a função do lojista é capturar as pessoas do mall para suas lojas. Sendo assim, quando você vai a um shopping no mundo real, dificilmente irá sair dele para comprar outro produto em outro shopping. Como você encontra de tudo lá, você sai de uma loja para outra, mas sempre no mesmo lugar. No entanto, na Internet você está a um clique do concorrente e pode atravessar o mundo em apenas um minuto. Que garantias o empreendedor de um shopping na Internet dá de que o cliente não sairá do shopping e ir para outro? Pense nisso antes de entrar em um shopping na Internet.· Fidelização mais que nunca – É o grande desejo de todos os empresários, já que manter um cliente chega a custar cinco vezes menos que captar um novo. O melhor é que através da Internet e de ferramentas adequadas é possível realizar de forma muito mais simples que no mundo real, afinal, você tem a possibilidade de saber tudo (ou quase tudo) sobre seu cliente. Daí para um programa de fidelização é um pulo. Como vimos um negócio na Internet tem várias diferenças em relação ao negócio no mundo real, mas uma não muda: Esteja preparado antes, ou será um investimento sem retorno. Quem é culpado do insucesso de algumas lojas no mundo real? O que mais vemos na maioria dos shoppings é a rotatividade das lojas. Quem pensa que na Internet é diferente, está enganado. Copyright © 2000 Jameson Rangel. Todos os direitos reservados.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *