Números mostram que comércio online é necessario

01/03/2007

Todas as empresas, independente de serem grandes, médias ou pequenas ou de sua natureza (produtos ou serviços) terão, necessariamente, de investir no plano virtual, caso contrário serão engolidas pela concorrência e simplesmente desaparecerão. A constatação é originária de boa parte dos empresários do ramo multimídia e é embasada na recente pesquisa divulgada pela empresa de marketing on-line E-Bit, que apontou um crescimento de 76% no comércio eletrônico no Brasil em apenas um ano – de 2005 para 2006.

As lojas virtuais deixaram de ser apenas um apêndice de luxo da atividade convencional e se transformaram em elementos multiplicadores de faturamento e também de fidelização da clientela.

Não é qualquer setor que pula seu faturamento de R$ 2,5 bilhões para R$ 4,4 bilhões em apenas 12 meses e está para existir algum outro que consiga aumentar o número de consumidores em 46% também em um ano, comenta o empresário Alcir Abuchain, diretor de tecnologia da Master Case Digital Business, uma das empresas pioneiras em soluções multimídia no Centro-Oeste. Quem não investir em ambientes virtuais em seu negócio, irá amargar perdas irreparáveis, comentou.[1]

A afirmação de Abuchain também é fundamentada no estudo da E-Bit, que faz uma projeção do desempenho do setor até o final deste ano. A expectativa para 2007 é a de que o comércio eletrônico movimente algo em torno de R$ 6,4 bilhões, um crescimento de 45,5% em relação a 2006. Segundo a pesquisa, esse crescimento deverá ocorrer em razão da entrada de novos consumidores no mercado de compras virtuais e pelo aumento da freqüência de compras por este canal.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.