Novo site dedica-se ao jornalismo analítico


15/07/2003

Um jornal diferente, sem compromisso com a notícia em tempo real e voltado para o jornalismo analítico. Essa é a proposta do site Tribuna Aberta, que entra no ar na próxima quinta-feira (17/07). Sob o comando do jornalista Geraldo Lopes, a página na Web trará pelo menos duas análises por dia sobre os assuntos mais atuais e polêmicos. “Percebi que o leitor carece de um veículo só de opinião”, disse Lopes ao Comunique-se.

O jornalista ficará responsável pelo editorial diário e por análises sobre segurança pública e planeja convidar profissionais de imprensa especializados nos mais diversos temas para escrever os artigos. Os nomes de Roberto Moura e Jorge Roberto Martins, com experiência em MPB e música instrumental respectivamente, já estão entre os colaboradores fixos da Tribuna Aberta. “Também já conversei com José Louzeiro, especializado em livros, e o convidei para escrever para o site”.

Além das análises, Tribuna Aberta vai trazer também entrevistas “com quem nunca teve espaço na mídia”. A primeira delas será com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio, Josias Belo. Lopes conta que o sindicalista lhe deu declarações bombásticas. “Ele me disse coisas que todo mundo sabe, mas ninguém faz nada para evitar, como a informação de que dentro do sistema penitenciário tudo tem um preço. Tudo pode ser feito desde que se tenha dinheiro para pagar”. O áudio e o vídeo das entrevistas estarão disponíveis no site.

Embora não seja do interesse de Lopes fazer a cobertura de acontecimentos diários – o jornalista diz que não tem a pretensão de concorrer com os grandes sites -, casos como o do ônibus 174, em que um homem fez várias pessoas como reféns no bairro do Jardim Botânico, no Rio, vão ganhar espaço. “Traremos o áudio e o vídeo, ao vivo”.

A idéia é que Tribuna Aberta fique hospedada no site Rio 2003 Negócios durante 90 dias. “Depois, vamos tentar andar com nossas próprias pernas”.

O endereço da Tribuna Aberta será www.tribunaaberta.com.br.

Miriam Abreu

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.