Norte-americanos utilizam a web como fonte de informação científica

21/11/2006

Perto de 40 milhões de norte-americanos utilizam a Internet como fonte primária de informação no que diz respeito a conteúdos focalizados na ciência, afirmam os especialistas do Pew Internet Project com base num novo estudo.

Os dados recolhidos mostram que 87 por cento dos internautas, em idade adulta, confirmam que efectuam buscas científicas na rede, um número que demonstra a cada vez maior dependência da Internet como ferramenta de aprendizagem e pesquisa. Muitos dos utilizadores encaram a Web como “uma enciclopédia gigante”, afirma John B. Horrigan, um dos directores associados da consultora.

A Internet só fica atrás da televisão como principal fonte de informação junto da generalidade da população. O relatório mostra que 20 por cento dos norte-americanos obtêm a maior parte da informação científica através da rede. Por outro lado, os que afirmam ter na televisão a sua fonte primária de informação sobre o mesmo tema perfazem o dobro (41 por cento). Os meios de comunicação em papel são citados por apenas 14 por cento dos inquiridos, seguidos do rádio com 4 por cento das respostas.

Nos lares com acessos de banda larga, a Internet é utilizada por 44 por cento dos inquiridos como fonte de informação enquanto apenas 32 por cento preferem a televisão.

Os dados mostram ainda que 87 por cento dos internautas utilizam a Internet para pesquisar conceitos e definições científicas, para obter respostas ou como fonte para trabalhos escolares.

A maioria dos inquiridos afirma que a Internet oferece um maior número de informações, mais específicas, e que na maioria das vezes ficam bastante esclarecidos acerca do que procuram.

Mesmo assim, cerca de 80 por cento dos utilizadores que obtêm informações através da Internet tentam confirmar a veracidade dos dados através de outras fontes, sejam sites, ou outros meios. Apenas 13 por cento acreditam na rede como uma fonte precisa de informação, embora a maioria afirme que se trata de uma questão de conveniência.

A consultora refere ainda que grande parte dos norte-americanos utiliza a rede como veículo para a visita a museus, e websites focalizados na ciência, com 59 por cento dos inquiridos a afirmarem já ter visitado páginas deste tipo durante o último ano.

No panorama noticioso em geral, a Internet como fonte de informação fica atrás das estações de TV locais, nacionais, rádio e de jornais locais. No entanto, é mais procurada do que os jornais de circulação nacional.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.