Navegador gratuito combina recursos e agilidade


28/05/2003

Quem já instalou o navegador gratuito Mozilla (www.mozilla.org) sabe que ele oferece muito mais recursos do que o Internet Explorer, da Microsoft. Mas o Mozilla demora para abrir e carrega consigo muitos componentes nem sempre necessários, o que pode desestimular os usuários.

Os programadores voluntários que desenvolvem o Mozilla buscaram uma solução radical: criaram um novo programa. O Firebird (download gratuito; 6,8 Mbytes; www.mozilla.org/projects/firebird) tem como destaque a simplicidade -como é apenas um navegador (não traz os softwares de e-mail e bate-papo embutidos no Mozilla), é mais rápido e mais fácil de baixar e usar. Apesar disso, traz quase todas as melhores funções de navegação do Mozilla.

Embora o Mozilla também possa ser instalado sem acessórios, não é páreo para o Firebird em termos de agilidade. Em testes realizados num PC com processador Celeron de 1,3 GHz e sistema operacional Windows XP SP1, o Firebird levou 5,5s para abrir. Muito próxima da obtida com o Internet Explorer 6 SP1 (4,5s), essa marca é bem superior à conseguida com o Mozilla 1.4b, que é muito mais lento: 15s.

O Firebird apresenta ótima compatibilidade com sites e gasta pouca memória RAM: ao abrir uma determinada sequência de páginas, ocupou apenas 25.392 Kbytes, menos do que o Mozilla (26.152 Kbytes) e muito menos do que o Internet Explorer (42.588 Kbytes). O navegador da Microsoft não bloqueia as janelas que pulam na tela (pop-ups), desperdiçando memória.

O Firebird oferece um excelente bloqueio de pop-ups, melhor até que o do Mozilla: ao barrar uma delas, exibe um ícone que, se clicado, permite ao usuário desbloquear a exibição da janela, algo útil nos casos em que os pop-ups efetivamente são necessários.

O soft também se destaca pela interface bonita e personalizável e oferece dezenas de acessórios que acrescentam novas funções a ele (texturizer.net/firebird/extensions.html).

Bruno Garattoni

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *