O ‘Frankenstein’ das redes sociais No ratings yet.

20/10/2007


Tem site de relacionamentos novo no pedaço – e da Microsoft. O LiveSpaces acaba de estrear, com recursos para publicar fotos, vídeos, músicas, blog, além de, claro, ferramentas para conversar com os amigos e bisbilhotar a vida alheia. O serviço é integrado ao MSN Messenger, onipresente no País. E está em bom e claro português.

A novidade, acessível pelo www.amigosdomessenger.com.br, surgiu em meio a uma grande movimentação em torno das redes sociais no Brasil. Na semana passada, o MySpace, o maior do mundo, confirmou que, neste ano, deve inaugurar a sua versão em português. O Facebook, o mais badalado do planeta, afirmou ao Link no meio do ano que também irá fazer o mesmo.

Se, até agora, o Orkut reinava sozinho como o único grande site do tipo em português, com seus quase 30 milhões de usuários tupiniquins, em breve, deve ganhar concorrentes de peso. Com isso, uma guerra entre redes sociais pode estar próxima no ciberespaço nacional (veja mais nesta página).

E o LiveSpaces tem chances de levar a melhor nessa? O Link não tem bola de cristal. Mas, se depender do quesito originalidade, nem pensar. O site traz pouquíssimas ferramentas inéditas. Na verdade, é uma colcha de retalhos “inspirada” em ferramentas dos principais sites de relacionamento do mundo.
Do Orkut, veio o livro de recados, chamados pelo nome “originalíssimo” de “scraps”. Do MySpace, veio a publicação de músicas e vídeos, além da personalização do papel de parede do perfil. Do Last.fm, veio a ferramenta para divulgar eventos e do Facebook, a função que exibe, na tela do usuário, as alterações que os amigos fizeram em seus perfis. Um Frankenstein.

De grande novidade mesmo, só a integração com o MSN Messenger. Se você tem a versão Live do mensageiro, dê uma reparada no botão “ir para o seu espaço”, que fica na parte superior do programa. É só clicar nele, e o usuário é automaticamente encaminhado para o seu perfil no LiveSpaces, sem precisar nem informar usuário e senha.

Se quiser ver o perfil de um amigo, é só clicar com o botão direito em cima do nome dele em sua lista do MSN e selecionar “exibir espaço”. Pronto, você já é encaminhado para a página dele no LiveSpaces. “A estratégia é levar os usuários do Messenger para uma interação mais ampla”, diz a gerente de Marketing de Serviços Online do MSN no Brasil, Priscyla Alves.

Segundo ela, hoje, há 31,6 milhões de usuários do Messenger no País. “Eles já formam uma comunidade”, diz. “Mas queremos ampliar isso. Um usuário que tem, no Messenger, amigos em comum com outro usuário, muitas vezes não sabe disso. Pelo LiveSpace, é possível.”

Mas fora o casamento com o Messenger, nada de muito novo é encontrado no LiveSpaces. Algumas ferramentas, já presentes em outros sites, são mais desenvolvidas. O recurso para personalizar o papel de parede é um deles. No MySpace, há só cinco modelos para escolher. Já no LiveSpaces, são nada menos do que 137, entre temas de esportes, animais, natureza, etc.

É possível ainda personalizar a forma como as janelas com conteúdos do usuário, como dados pessoais e links para fotos, por exemplo, são organizadas no perfil (se lado a lado, uma embaixo da outra, etc.). Isso é inédito. Também dá para arrastar e soltar essas janelas para, por exemplo, determinar que a do link para o blog fique acima da que tenha o link para as fotos. Mas isso já existe no Facebook.

Para fotos, o LiveSpaces ganha destaque. Ao contrário dos sites Orkut, MySpace e Facebook, o serviço permite publicar imagens de qualquer tamanho, mesmo em resoluções muito altas. Dá ainda para criar álbuns fotográficos, separando as imagens por assunto. Porém, tanto o Facebook como MySpace já permitem isso.

E se algumas ferramentas do LiveSpaces estão melhores, outras são iguais à maioria dos sites. O blog, por exemplo, permite linkar vídeos e publicar imagens. Igual ao MySpace. O perfil do usuário pode ser acessado por um endereço do tipo ‘http://usuario.spaces.live.com’ mesmo por quem não é membro do site. Igual ao MySpace e ao Facebook. Há também a possibilidade de determinar se o perfil ou fotos podem ser acessados por qualquer um ou só pelos amigos. Igual ao Facebook.

Existem ainda “inspirações” de ferramentas consagradas que pioraram no LiveSpaces. Na hora de publicar vídeos e músicas, é preciso hospedar antes esses arquivos em outros sites, como no YouTube. Daí copia-se o endereço de onde o arquivo está e cola-se no LiveSpaces.

Legal. É melhor do que no Orkut, onde embora se publique esses arquivos da mesma forma, só é possível colocar vídeos, e não músicas. Mas no MySpace e no Facebook, é possível armazenar os vídeos e músicas diretamente no site. É mais prático e seguro. Pois, se quiser, dá para selecionar que um vídeo, por exemplo, seja visto apenas por seus amigos. Na forma como se publica no LiveSpaces, não dá.


Rodrigo Martins

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *