Microsoft lança portal para educadores

07/06/2007

Demorou, mas aconteceu. Depois de lançar espaços semelhantes em outros países, inclusive na Bolívia, a Microsoft finalmente dá início a versão brasileira do Innovative Teachers Network (ITN), o “Ponto de Encontro – Educadores em rede”, um ambiente de colaboração virtual voltado para a interação, troca de experiências, planos de aula, etc., de profissionais da educação de todo o País.

Mas a demora teve bons motivos. Acostumados a selar parcerias com o setor público em grande parte dos países onde foi implantada a solução ITN, o desafio da Microsoft no Brasil era o de dar sustentabilidade ao projeto, sem ficar sujeito às mudanças dos governos – que infelizmente por aqui não costumam ser lá fiéis aos compromissos assumidos pelas gestões antecessoras.

A saída foi firmar parceria com uma instituição privada, consolidada oficialmente hoje, com a Fundação Victor Civita, que disponibilizará o canal no site da publicação Nova Escola, também voltada para a educação. “Nós entendemos que a informação só tem valor quando transformada em conhecimento e esse conhecimento só tem peso quando compartilhado. Esse foi o propósito da Microsoft”, declara Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil.

Por meio de um cadastro gratuito e aberto para qualquer pessoa interessada no assunto, o usuário pode interagir com educadores de todo o País, além de trocar informações com participantes das demais ITNs no mundo. “A nossa proposta é que as pessoas aprendam e troquem experiências com seus pares e os educadores brasileiros parecem estar bem dispostos a isso”, diz Ana Teresa Ralston, gerente de recursos educacionais da Microsoft Brasil.

Com um investimento em torno de 200 mil dólares para ser colocado no ar, o Ponto de Encontro também faz parte do programa “Parceiros da Aprendizagem”, da Microsoft Brasil – iniciativa que visa a melhoria da aprendizagem na rede pública de ensino e beneficiou 13 milhões de brasileiros no último ano. Além desse investimento inicial, a Microsoft ainda irá destinar mais 650 mil dólares para o canal nos próximos três anos, e mais 350 mil dólares em licença de softwares que serão doados para a fundação.

“Nós sabemos que isso não é suficiente, que não passa de uma ferramenta, mas uma ferramenta que permitirá agregar professores de visão”, comenta Gerri Elliott, vice-presidente mundial da Microsoft para o Setor Público.

A divulgação do novo portal será feita por meio da própria publicação e do movimento “Todos pela Educação”, que conta com instituições com Instituto Airton Senna, Gerdau, Parceiros Voluntários, entre outras públicas e privadas. A expectativa é que o Ponto de Encontro comece a operar com 30 mil usuários cadastrados.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *