Microsoft amplia o cerco legal ao spam


20/02/2003

A Microsoft está na cola dos spammers que atormentam usuários do serviço Hotmail. Na semana passada, a gigante de software entrou com uma ação, na Corte Distrital da Califórnia (EUA), para enviar intimações a pessoas que coletem a lista de e-mails do Hotmail para enviar mensagens indesejadas aos internautas. O processo apelidado de “John Doe” permite que a Microsoft conduza descobertas sobre o caso e emita intimações como parte do processo investigativo.

O processo representa a mais recente investida da empresa de software contra a crescente prática de spam, além dos trabalhos junto ao congresso norte-americano visando a criação de leis que impeçam o envio de spams.

Embora novos filtros de combate ao spam tenham sido introduzidos por provedores de serviços de e-mail, nos últimos meses, o crescimento exponencial do spam tem feito com que os fornecedores apelem para a legislação como o suporte mais efetivo contra a praga das mensagens não solicitadas.

Scarlet Pruitt – IDG News Service, Boston

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.