Marketing direto migra para e-mail marketing, prevê Gartner


01/10/2003

Nesta segunda-feira (29/09), o Gartner divulgou novos números sobre a questão das mensagens indesejadas (spams), dando conta que aproximadamente 50% do tráfego de e-mail na web este ano é constituído por spam, prevendo ainda que na metade do ano que vem, esse porcentual deve crescer e chegar a 60%.

O levantamento mostra que daqui a dois anos, os responsáveis pelo conteúdo da web, incluindo provedores de internet, deverão colocar na lista negra cerca de 80% das mensagens de cunho promocional enviadas por meio de e-mails, incluídas aquelas baseadas em permissão dos receptores.

“Hoje, a maioria dos responsáveis pelo envio de mensagens publicitárias na web adotam a tática da pressão para atingir uma relação custo/benefício favorável, sem considerar a real utilidade das mensagens para o consumidor”, afirma o analista industrial do Gartner, Adam Sarner.

O especialista explica que, após ignorar esta etapa, os comerciantes passam a identificar a base dos seus clientes, analisando o que mais lhe agradam e, então, passam a fornecer ao consumidor a possibilidade de atualizar as suas preferências.

Segundo Sarner, o e-mail marketing é uma ferramenta de comunicação mais efetiva que a de outras formas de anúncio. O retorno pode chegar até 15%, contra cerca de 1% por meio de banners, por exemplo.

“No fim de 2004, mais de 80% das companhias que utilizam o marketing direto conduzirão pelo menos uma campanha por meio de e-mail, o que as obriga a começar, imediatamente, a diferenciar as suas campanhas publicitárias, através de um enfoque claro em comunicação, de ações promovidas por spammers”, acrescenta.

Autor: IDG Now!

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.