Mais de 80% dos internautas buscam informações sobre saúde na internet

 

12/04/2012

Um estudo feito com 12 mil pessoas de diversos países (Austrália, Brasil, Reino Unido, China, França, Alemanha, Índia, Itália, México, Rússia, Espanha e Estados Unidos) apontou que 81% dos internautas usam a internet como principal fonte de pesquisa para obter orientações sobre saúde, remédios e tratamentos, e 4 em cada 10 internautas procuram experiências de outros paciências com o mesmo problema de saúde. Para David McDaid, pesquisador sênior da LSE, “as novas tecnologias estão ajudando pessoas de todo o mundo a saber um pouco mais sobre sua saúde e tomar uma decisão mais bem fundamentada”.

Com a nova realidade proporcionada pela internet, profissionais de saúde foram obrigados a se atualizar, aprender um novo tipo de comunicação através do seu próprio site, blogs e sites de notícias e artigos.
 
Para as pessoas, a internet ao oferecer todo tipo de informaço e esclarecimento, criou um comportamento imediatista. Além de se tornar mais bem informado a cerca de sua doença, de seu tratamento e da reputação e formação técnica do profissional da saúde, o paciente não aceita mais esperar em filas ou esperar horas por uma consulta.

Por isso tudo é que vemos a importância das empresas e profissionais de saúde manterem bons sites com conteúdo como artigos médicos ou dicas básicas de saúde, além, é claro, de oferecer serviços mais ágeis, como marcação de consultas, resultados de exames e atendimento online.

A principal vantagem de ter um site é exatamente o grande número de internautas que tem acesso à internet no Brasil (quase 80 milhões) e que busca informações sobre saúde. Outro benefício da web é a comunicação mais dinâmica: novas formas de contato, aproximação e feedback mais imediato ao cliente. Tudo isso fortalece o relacionamento, a imagem e a fidelização dos usuários.

Atualmente a internet oferece um ambiente com diversas opções para aumentar o engajamento e divulgar empresas na internet, inclusive as de saúde. Entre as principais ferramentas disponíveis e que proporcionam resultados significativos para empresas e profissionais, estão os sites de busca e as redes sociais. Os primeiros são indicados para que os sites estejam ao alcance de pessoas que procuram por assuntos relacionados a doenças e saúde em geral. Já as redes sociais são importantes para disseminar informação, colaborando no sentido de que mais pessoas possam ter acesso a novidades, assim como conhecer os bons profissionais.

A agência emarket, ao longo de seus dez anos já colaborou bastante com empresas e profissionais de diferentes segmentos da saúde, como a ClíniOnco (tratamento de câncer) e a Clínica Vertebrata (tratamento de doenças da coluna), de Porto Alegre, a Clínica Maxcorpus (cirurgia plástica), de São Paulo e o Clínica Terapêutica Viva, especializada em tratamentos de dependências químicas, com filiais em várias cidades de diferentes estados. Para todas, a emarket colabourou principalmente fazendo o bom trabalho SEO ou Otimização do site, garantindo sempre exclentes resultados nos sites de busca, que aliás se mantêm, garantindo até hoje, audiências qualificadas nos sites. Outro trabalho importante que ajudou no fortalecimento de imagem, foi o trabalho de divulgação de artigos médicos escritos pelos profissionais das equipes.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.