Logocenter anuncia ERP II totalmente baseado em Web


26/11/2002

A Logocenter, empresa que oferece soluções tecnológicas para gestão empresarial, anuncia o novo ERP (enterprise resource planning): o Logix Web, que roda integralmente em ambiente Web. “Com essa solução, esperamos conquistar mais mercado de pequenas e médias empresas, que tem grande potencial”, conta Álvaro Junckes, sócio e diretor comercial da empresa.

Segundo a Logocenter, o novo aplicativo é um dos primeiros ERP II do mercado a ser disponibilizado integralmente via Web, sendo a primeira iniciativa brasileira do gênero. A solução ERP II Logix é um sistema de gestão integrada que incorpora 60 módulos integrados, além da gestão da cadeia produtiva e sistemas adicionais focados na gestão logística, do processo de exportação e importação e do relacionamento com clientes ou CRM (customer relationship management).

O diretor da Logocenter conta que o uso de internet browsers como interface padrão cria a possibilidade de acesso aos dados da empresa por toda a comunidade de pessoas que fazem parte de seu universo, a partir da internet, de qualquer local, via terminal móvel (PDA, notebook, celular etc). Outra característica da solução é a da redução do TCO (custo total de propriedade): com aplicativos rodando em internet browser, a princípio não há a necessidade de atualizações freqüentes de programas e de upgrades de hardware.

Junckes está otimista com o mercado de pequenas e médias empresas por que a solução pode ser adquirida via ASP (application service provisioning). O Logix Web, assim, poderá rodar em data center, não sendo necessário gastar dinheiro com infra-estrutura e mão-de-obra, o que é um grande chamativo para as empresas que não estão acostumadas a fazer investimentos em tecnologia. Segundo o executivo, a possibilidade do ASP representa uma redução de custos de 50%, na comparação com os processos tradicionais.

A Logocenter está entusiasmada com seus próprios resultados. Apesar de no ano passado ter tido um crescimento no faturamento de 40% e este ano a previsão ser de 25%, a marca é um feito diante de um mercado retraído, considerado, pelo instituto de pesquisas IDC, como um dos piores dos últimos anos em termos de investimentos das empresas em tecnologia. “Para o ano que vem, nosso foco será CRM, Web e soluções que atendam às demandas de logística e agro-business, o quente do mercado segundo as nossas observações”, conta Junckes.

Rachel Rubin é repórter de InformationWeek Brasil

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.