InternetBrasil terá 6,8 milhões de e-consumidores em 2006

23/03/2007

O comércio eletrônico brasileiro deverá encerrar 2006 com 2 milhões de pessoas a mais que compram pela Internet, totalizando 6,8 milhões de e-consumidores no País. “Além disso, este ano houve um crescimento na freqüência com que as pessoas compram na Web e a entradas de grandes varejistas tradicionais no comércio digital, como as lojas Pernambucanas”, destaca Pedro Guasti, diretor do e-bit, consultoria de marketing online.

O executivo acrescenta que o ranking dos produtos mais vendidos também está mudando. “Os títulos de CDs e DVs que lideravam a lista há alguns anos estão dando lugar a eletroeletrônicos, como DVD players, tocadores digitais e eletrodomésticos”. A justificativa para isso, explica Guasti, é que a digitalização da música e a massificação do formato MP3 têm feito com que os internautas deixem de comprar CDs e passem a comprar produtos com maior valor agregado. “Além disso, os consumidores estão mais confiantes no ambiente digital, por isso compram produtos de valores maiores”, justifica. A previsão do e-bit é que o e-commerce brasileiro feche 2006 com um faturamento na casa R$ 4,3 bilhões. “Um crescimento de 70% em relação a 2005, quando o setor alcançou R$ 2,5 bilhões” compara o executivo.
 
Tempo de navegação

Mesmo sendo campeões em tempo de uso da Internet residencial, com uma média de 20h27min, segundo os últimos dados do IBOPE//NetRatings, os brasileiros navegam relativamente pouco em sites de e-commerce. “Os internautas residenciais brasileiros passaram em média 30 min por mês navegando em lojas eletrônicas, isso é pouco comparado ao tempo gasto com e-mail e comunicadores instantâneos”, compara Jozé Calazans, analista do Ibope.

Por outro lado, Calazans afirma que mais da metade, cerca de 56% dos internautas acessaram lojas virtuais em setembro deste ano. “O que corresponde a 7,5 milhões de usuários. Em setembro de 2005 o número era de 5,9 milhões, o que corresponde a um aumento de 7% em um ano”, compara o analista. 

Expectativa para 2007

Para 2007, a expectativa do e-bit, é que o crescimento continue. “O comércio eletrônico brasileiro deve crescer anualmente, pelo menos, 40% nos próximos anos”, antecipa o executivo. Isso porque numa base de 32,5 milhões de internautas há ainda muito espaço para o crescimento, prevê Guasti. Atualmente, segundo dados da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), 25 milhões de brasileiros já usaram internet banking pelo menos uma vez. “Isso confirma que temos quase 20 milhões de potenciais e-consumidores”, finaliza.

 

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.