Internet via WiFi ainda não convenceu empresários


19/05/2003

O WiFi, tecnologia que permite aos usuários de laptops e computadores de mão navegarem em alta velocidade pela Internet em lugares públicos, vem vem ganhando cada vez mais prestígio. Uma prova dessa popularização crescente é que a tecnologia está sendo instalada em 15 mil pontos na Europa até o final deste ano, através de parcerias entre donos de cafés, operadoras de telefonia móvel e fabricantes de chips.

Como acontece com todas as tecnologias novas, há muitas dúvidas quanto às maneiras de atrair clientes e ganhar dinheiro.

Uma campanha de expansão descontrolada semelhante à dos primeiros dias da Internet está em curso, com grandes e pequenos operadores ansiosos por instalar seus transmissores de WiFi onde quer que viajantes equipados de laptops se reunam.

Na Europa, a corrida pelo WiFi é liderada por operadoras como a BT e a Swisscom, que não têm bilhões de euros amarrados ao desenvolvimento de redes de telefonia móvel de alta velocidade 3G. Com investimentos muito menores no WiFi, elas esperam conquistar uma fatia do mercado de acesso móvel à Internet sem gastar muito.

Os custos de equipamento, para um café de pequeno porte, ficam na casa das centenas de dólares. Para que as operações dêem lucro, o operador de WiFi só precisa cobrir o custo da linha de telecomunicações de alta velocidade que conecta seu hotspot à Internet.

Mas eles ainda assim enfrentam desafios. As pesquisas mostram que um café de pequeno porte requer dezenas de usuários regulares por mês para recuperar os custos de instalação de um hotspot. Isso significa que o WiFi, como negócio, funciona melhor em locais com muita gente, como um aeroporto, diz Paul Lee, da Deloitte Research. (segue)

Reuters

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *