Internet supre deficiência do varejo ao saber quando abordar o cliente

18/02/2011

Para Enor Paiano, diretor de publicidade do UOL, a internet colabora ao identificar os hábitos do usuário

O mercado publicitário online está se transformando e, com isso, exige um profissional cada vez mais criativo e atualizado. O crescimento do setor e as possibilidades de criação foram os temas abordados pelo diretor de publicidade do UOL, Enor Paiano, na manhã desta quinta-feira (17), no auditório do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC). Após apresentar um histórico da publicidade online, no início espelhado na mídia tradicional, Paiano trouxe exemplos de campanhas que fogem do comum, principalmente, em relação à interatividade.

Segundo o diretor de publicidade, o varejo ainda tem dificuldade em determinar a melhor hora para abordar e sensibilizar o cliente. Nesse sentido, a internet colabora ao identificar os hábitos do usuário, como palavras mais buscadas em sites. É possível, então, direcionar propagandas de celular àquele internauta que procura por celulares, carros aos que se interessam pelo tema e assim por diante, otimizando o retorno do investidor.

No entanto, o retorno não deve mais ser medido apenas pelo número de cliques em um anúncio. Esse é um conceito velho no meio digital. Agora, importa mais passar a mensagem de forma clara, com interação, para fixar a marca na cabeça do cliente. A partir daí, a decisão de compra poderá ser tomada. Um exemplo citado por Paiano foi a utilização de vídeos em banners. A abertura convida o internauta a dar o "play" e, caso ele aceite e clique, o vídeo será exibido. O conteúdo será repassado de modo não invasivo, no momento que o cliente deseja. "Quando a pessoa está na internet, ela quer interagir, está aberta a isso", afirmou ele.

Quanto à publicidade em mídias sociais, Paiano acredita que é semelhante à publicidade online em sites e portais. De acordo com ele, a novidade nessa área é maior para o setor que trata do relacionamento com o cliente, como assessorias de imprensa. É para eles que interessa saber se o internauta está ou não satisfeito com determinado serviço ou produto ou, ainda, o que o público pensa sobre sua marca e seus representantes.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.