Internet fortalece amizade entre jovens


22/06/2005

Recente pesquisa realizada pela MTV Brasil com o público jovem confronta o velho mito de que a internet é nociva aos relacionamentos pessoais. De acordo com o estudo, para 51% dos jovens de 15 a 30 anos, o relacionamento com os amigos mudou para melhor por causa da Rede e, para 39%, a internet proporcionou um contato maior com seu círculo de amizades.

– O jovem é muito individualista, mas a internet é uma maneira de quebrar isso através da criação de comunidades e da intensa interação – enfatiza o diretor de Marketing da MTV Brasil, José Wilson Fonseca.

A pesquisa foi feita com 2.359 jovens das classes A, B e C, em São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre. A comparação dos resultados deste ano com os obtidos em 1999, quando o estudo foi realizado pela primeira vez, mostra como os últimos seis anos foram impactantes em termos de tecnologia. O percentual de usuários de celular saltou de 19% para 71%, sendo que 72% desse total já trocou de aparelho pelo menos uma vez. Entre a classe A, 94% têm celular, contra 45% em 1999.

Os números são parecidos quando o assunto é computador. Há seis anos, 21% tinham um micro em casa contra os atuais 94%. Entre a classe A, o acesso à internet é de 96%. E engana-se quem acha que a internet ainda é exclusiva para classes A e B. A pesquisa mostra que, de alguma forma, a inclusão digital está acontecendo, pelo menos entre os jovens. Mais da metade dos jovens da classe C mantêm acesso regular à internet, com um índice de 53%.

– Eles não acessam a Rede por modismo. Os jovens sabem que precisam disso e entendem a real necessidade da tecnologia – acredita Zé Wilson.

Blogs, fotologs, Orkut e mensageiros instantâneos também têm muitos adeptos. Mais populares entre os 15 e 17 anos, os mensageiros instantâneos são usados por 54% desse universo para marcar encontros, fazer trabalhos de grupo, mandar e receber arquivos. A estudante Joana Ferreira, 17 anos, reveza com a irmã o posto no micro.

– Sempre tem alguém online aqui em casa – conta.

Além do MSN, que usa diariamente – com carga horária extra nos fins de semana -, Joana tem à disposição um celular com créditos ilimitados para quatro números de telefone, o Orkut, que a conecta com 150 amigos, e o e-mail, que utiliza para troca de arquivos mais pesados ou quando um amigo não está online.

– Sempre encontro alguém com quem posso tirar dúvidas da escola e marcar o que fazer mais tarde.

A pesquisa destaca que, com tantas ferramentas disponíveis, a comunicação entre os jovens se delineou com novas formas. ‘Definitivamente ganhou novas linguagens, canais alternativos específicos, e hoje é possível selecionar e usar o canal perfeito de acordo com o que se quer dizer, como, para quem e em que tempo se quer dizer. Se antes o receio de algum tipo de ruído podia gerar insegurança e levar alguém a desistir de se comunicar, hoje essa possibilidade praticamente inexiste’, destaca a pesquisa. (segue)

Marcela Canavarro

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.