Internautas preferem resultados orgânicos nos sites de busca

05/03/2012

 

Uma pesquisa feita pela WBI Brasil, revela que 85,45% dos usuários dão preferência à busca orgânica nos resultados de pesquisa, contra 14,55% que clicam nos anúncios online.

As busca por produtos e serviços na web têm se intensificado a cada dia, tornando-se um hábito por parte dos usuários que costumam efetuar compras pela internet. Estar ao alcance do consumidor nos mecanismos de busca é uma estratégia que abre a possibilidade de as empresas realizarem novos negócios e de conquistarem maior visibilidade.

O dado mais relevante do estudo é o que aponta para a o resultado que os usuários costumam clicar após efetuada a pesquisa: 85,45% disseram clicar nos resultados espontâneos, contra 14,55% que preferem os links patrocinados.

Dados levantados após à pesquisa, mostraram que 48,3% seguiram até a terceira página, 33,65% até a segunda e 18,05% permaneceram na primeira página apresentada. “A pesquisa mostra que existe, sim, um interesse em avançar na pesquisa para encontrar exatamente aquilo que a pessoa deseja. Ao contrário do que possa parecer, esta informação demonstra a necessidade de desenvolver uma boa estratégia de Search Engine Optimization (SEO) para garantir as melhores posições além da primeira página”, assinala.

Parao diretor presidente da WBI Brasil, Paulo Kendzerski, o estudo aponta para os excelentes resultados que as empresas podem obter ao investirem em SEO. Segundo ele, em muitos casos, até 50% do faturamento com as vendas online pode ter origem na busca orgânica. Quanto aos links patrocinados, ele reforça que é uma estratégia de excelente retorno para empresas que desejam anunciar seus produtos e serviços para um público específico, sendo que há a vantagem de decidir o investimento real a ser feito.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.