Índice de verejo online totaliza R$ 7,5 bi em 2004 no Brasil


16/02/2005

A Câmara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico) e a E-Consulting® Corp., Boutique de Conhecimento líder na criação, desenvolvimento e implementação de estratégias competitivas e serviços para grandes corporações, anunciam o índice de varejo online (VOL®) registrado no mercado brasileiro em 2004.

O VOL® , que representa a soma dos volumes de transações de automóveis, turismo e bens de consumo (lojas virtuais e leilões para pessoa física), atingiu, em 2004, R$ 7,5 bilhões – valor 43,2% maior do que o movimentado no ano passado e correspondente a 3,63% do varejo total no país (dados estimados a partir do índice-base do IBGE).

Além de estar abaixo das expectativas da maioria dos analistas o comércio eletrônico no Brasil teve um crescimento costante e acelerado nos últimos 2 anos. Após de ter crescido mais de 20% no ano de 2003 a pratica de compras online vem cada vez mais se afirmado nos costumes dos usuários brasileiro, assim em 2004 o crescimento do Varejo Online no Brasil em comparação ao 2003 atingiu a marca de 43,2%, com um valor transacionado de R$ 7,5 bilhões e um número de compradores Online de 4,3 milhões de pessoas sobre um número total de usuários da Internet de 20,3 milhões.

A dificuldade de acesso a crédito ao consumidor, a ainda forte desconfiança de boa parte dos usuários com relação à segurança do processo e dos meios de pagamento online, as dificuldades operacionais e de atendimento das lojas no começo de suas operações, dentre outras, ainda afetam um crescimento mais expansivo desse relativamente novo canal de venda. Mas, apesar destas questões, o comércio eletrônico no Brasil vem mantendo uma linha de crescimento contínua e sólida, até para surpresa de muitos.

Mesmo com sazonalidades e oscilações, refletidas em quedas em alguns meses (fundamentalmente por conta do impacto da venda de automóveis no todo, que representou, em 2004, 57% do total das vendas online), o Índice de Varejo Online demonstrou um forte crescimento frente à performance da economia do país. O Comércio Eletrônico no Brasil apresentou um crescimento da ordem de 53,2%, muito acima da grande maioria das atividades econômicas e modalidades de varejo no país, com crescimento mensal elevado e constante.

Em 2004, o VOL_Autos totalizou R$ 4,27 bilhões – aumento de 31,7% em relação a 2003. As montadoras e revendedoras de veículos foram responsáveis por 57% do total do VOL®.

O VOL_Turismo e o VOL_Bens-de-Consumo (VOL_Sem Autos) movimentaram , em 2004, respectivamente, R$ 1,15 bilhões e R$ 2,065 bilhões. O VOL_Turismo foi responsável por 15% do total do VOL®, ao passo que o VOL_Bens-de-Consumo por 27%. O VOL_Sem Autos cresceu 62% em relação a 2003.

O crescimento do número de compradores online, que aumentou de 3,4 milhões em 2003 para 4,3 milhões em 2004, com certeza tem ajudado o crescimento do Varejo Online no país, assim como a melhoria do panorama econômico interno, que se reflete também no valor do Ticket Médio, hoje na marca de R$ 332,00.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.