Inclusão digital, estabilidade econômica e menor preço impulsionam as vendas na internet

27/02/2012

 

Um estudo realizado pela e-bit, empresa especializada em informações sobre o comércio virtual, indica que, em 2011, as vendas pela internet movimentaram R$ 18,7 bilhões, com crescimento de 26% em relação a 2010. De acordo com a pesquisa, 32 milhões de consumidores fecharam negócios nos sites de comércio eletrônico cadastrados na empresa. Grande parte desse crescimento é devido a sites são de compras coletivas, que fornecem promoções diversas pela web e movimentam grande parte do comércio online.

A meta das empresas virtuais para este ano é lucrar 25% a mais do que os valores já indicados. A comodidade proporcionada pelas vendas através da internet alidada a ascensão da classe C, a inclusão digital e a estabilidade econômica do País favorecem a expansão desse mercado. Como se isso tudo não bastasse, os preços dos produtos comercializados nas lojas virtuais ficam abaixo das lojas tradicionais.

Um evantamento feito pela Agência Estado no início de fevereiro, no qual foram selecionados itens idênticos, vendidos nas mesmas lojas físicas e online, revela que o preço no comércio tradicional pode ser cerca de 25% maior do que o cobrado no comércio online. Um exemplo: enquanto uma geladeira frost free duplex, de 352 litros, da marca Brastemp, custava, à vista, R$ 1.999 na loja física, saía por R$ 1.583,01 no site da empresa, com frete grátis. A diferença entre o preço da loja física e o da internet é de R$ 415,99.

Além dos preços de produtos idênticos serem mais baixos na internet quando comparados com os das lojas físicas, indicadores calculados por instituições diferentes apontam para uma tendência ainda mior de queda dos preços no meio online.

Os saldões realizados no início deste ano foram os principais responsáveis pelo aumento das vendas pela internet. De acordo com os dados divulgados pela e-bit no início do mês, em termos nominais, o faturamento do comércio eletrônico teve uma alta de 32% na primeira quinzena de janeiro (R$ 1,05 bilhão), na comparação com o mesmo período de 2011 (R$ 802 milhões).

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.