IMS possibilita que empresas pontocom tenham acesso às redes de telefonia

06/07/2006

As operadoras que não agregarem serviços poderão sofrer com queda de faturamento nos próximos anos. O caminho para reverter esta situação chama-se IMS na visão do vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Ericsson, Jesper Rhode. Ou seja, ao incorporar a plataforma IP Multimedia Subsystem nas redes e camadas de aplicativos, as empresas pontocom terão acesso à rede das telcos e com isto conseguirão gerar receita para ambas. “As empresas de internet precisam e pagam caro para acessar os clientes finais. Para tanto precisam de conectividade com as operadoras”, justifica.
Rhode conta que este modelo funcionaria com serviços combinados, nos quais haveria compartilhamento de receita entre as pontocom e as operadoras fixas. “O Skype já faz isto hoje. Em um novo serviço, o Orkut, por exemplo, poderia oferecer que os membros se conectassem por uma chamada telefônica. Isto enriquece os sites de relacionamento, porque adiciona atualidade.”

Para ele a operadora fixa ainda não conseguiu entrar neste modelo de negócio, proporcionando serviços na sua rede. Isto quer dizer que os usuários pagam apenas pelo acesso à internet e não pelos serviços consumidos na web. Rhode lembra que grande parte dos assinantes – 250 milhões – migrarão para banda larga até o final de 2007, em um total de 1,2 bilhão de conexões fixas.

Atualmente, no Brasil, de acordo com o especialista, a maioria das operadoras estão debatendo o assunto para entender a estrutura e a topografia de rede que seriam necessárias e qual o custo desta implementação. “O valor gasto depende do modelo comercial“, explica.

A Ericsson fornece e instala a plataforma de IMS na rede das operadoras, além de fornecer o equipamento em si.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.