IBOPE diz que cartões precisam aproveitar melhor os sites

29/09/2006

Os grandes varejistas que possuem programas de private label (cartão próprio) precisam utilizar melhor os websites como ferramenta de negócios e de prospecção de clientes. Essa é a conclusão do estudo Site Fácil – Melhores Práticas em Cartões Próprios do Varejo, lançado pelo IBOPE Inteligência nesta semana.  

O estudo avaliou especificamente as páginas de cartões dos varejistas, com foco na tela de abertura da área de cartões de cada site. Dez grandes varejistas tiveram seu canais eletrônicos analisados, entre os quais C&A, Carrefour, Leader Magazine, Marisa, entre outros.  

“Submetemos os sites a 24 itens de análise, englobando o acesso à área de cartões, links, design, conteúdos indispensáveis e arquitetura da informação. Mesmo aqueles que mais se destacaram apresentam alguns problemas importantes, como a falta de padrão nas interfaces apresentadas aos usuários”, relata Ricardo Lopes, analista responsável pelo estudo.  

Os varejistas que atuam em parceria com instituições financeiras estão entre aqueles que falham na padronização do site. Alguns deles redirecionam os internautas para o site do parceiro, para a realização de algumas tarefas como consulta a extrato ou aquisição do plásticos via internet. Problemas como esse podem ser obstáculos à navegação e ao sucesso da estratégia online das empresa, pois confundem o internauta e geram frustração.  

Os resultados do comércio eletrônico e do próprio mercado de private label indicam que o meio eletrônico tende a torna-se cada vez mais um fator crítico de sucesso na estratégia das redes de varejo. Segundo a ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de crédito e Serviços), entre 2000 e 2005 o número de cartões de loja cresceu 105%, alcançando 159 milhões de plásticos e R$ 27 bilhões em faturamento no ano passado.  

Paralelamente, o número de internautas que visitam sites de comércio eletrônico também cresceu, somando atualmente 7,1 milhões de usuários residenciais, ou seja, 52,9% do universo de internautas com acesso residencial no Brasil, de acordo com dados do IBOPE//NetRatings.  

“O desafio dos sites de varejistas, que até então tinham uma vocação mais institucional, é incorporar conteúdo e prestação de serviços aos clientes de cartões, aproveitando o crescimento do comércio eletrônico e da base de portadores de plásticos próprios. As áreas de cartões dos sites precisam se beneficiar desse novo cenário, atraindo os clientes ao site para vender e fidelizar por meio do canal eletrônico”, aconselha o analista.  

De acordo com o estudo, o website do Carrefour é o que apresenta as melhores soluções em usabilidade em sua página de cartões, alcançando 74% de conformidade com os padrões recomendados.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.