GVT amplia pacotes de banda larga com novas velocidades


15/02/2005

A GVT, operadora de telefonia controlada pelos grupos IDB e Magnum, renova a partir de amanhã seus pacotes de assinatura de linhas ADSL, que permitem falar ao telefone e navegar na internet em alta velocidade simultaneamente.

As atuais velocidades de 256 e 512 Kbps, vendidas desde março de 2002, serão substituídas por opções de 150, 300, 600 Kbps e 1 Mbps. Os atuais usuários das antigas velocidades terão suas conexões alteradas para 300 e 600 Kbps, respectivamente, sem custo adicional, segundo a companhia. Os preços dos novos pacotes vão de R$ 49,90 a R$ 199,90 mensais para linhas residenciais.

A operadora ainda mantém o serviço Webline, opção de acesso discado que tem preço fixo para os pulsos gastos na conexão à web. Com este serviço, o cliente paga uma tarifa mensal de R$ 42,00 e acessa a internet em qualquer dia, a qualquer hora e por quanto tempo quiser. Desde o início deste ano, a Telefônica testa, em São Paulo, um modelo semelhante de tarifa fixa para os pulsos da internet ao preço promocional de R$ 29,90 mensal. Segundo a GVT, o Webline, lançado em fevereiro de 2004, tem hoje 20 mil clientes.

A operadora de origem espanhola, assim como a Telemar, já havia ampliado as opções de velocidade para as linhas ADSL no ano passado, como faz a GVT agora. No caso da GVT, entretanto, como ela não é uma concessionária de serviço público, o usuário não precisa contratar um provedor para adquirir a linha ADSL, basta pedir a sua autenticação, por um preço de R$ 5. O Turbonet, marca comercial das linhas ADSL da empresa, tem hoje 24 mil clientes, entre usuários domésticos e empresas.

A GVT tem como meta chegar ao final deste ano com um índice de 20% de sua base de clientes usando linhas de banda larga. Hoje, a porcentagem é de 13% do total. No país, o número de clientes de linhas ADSL está próximo dos 2 milhões, de acordo com dados das operadoras de telefonia fixa.

Taís Fuoco – Valor Online

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.