Grã-Bretanha quer acabar com spam e cookies na Web


27/03/2003

O governo britânico apresentou hoje um projeto para acabar com o email não-solicitado, conhecido como spam, e reforçar o direito de intimidade dos usuários de Internet. O Departamento de Comércio e Indústria (DTI, na sigla em inglês) disse que o spam é um problema de rápido crescimento na Grã-Bretanha e no resto de mundo, e que representa 40% do tráfego mundial de correio eletrônico. “O spam se converteu em uma maldição da Internet. É a principal fonte de frustração, já que enche as caixas de entrada dos usuários em todo o mundo”, disse Stephen Timms, ministro de comércio eletrônico.

O DTI disse que suas propostas irão exigir que as empresas tenham bom senso antes de enviarem propaganda não-solicitada por email. O uso de cookies – pequenos arquivos automaticamente gravados nos computadores dos internautas e que indicam o perfil de navegação pelos usuários – também deve ser claramente notificado para que as pessoas tenham oportunidade de contestar a utilização dessa ferramenta.

“Esses regulamentos visam dar o controle da situação de volta ao usuário. É vital que as pessoas se sintam confiantes para usar a tecnologia”, disse Timms.

As propostas do DTI são parte de uma ampla iniciativa européia de combate ao spam, mas fontes da indústria afirmam que os emails não-solicitados são um fenômeno global que não tem fronteiras, daí a dificuldade de bani-los por completo.

Fonte: Reuters

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.