Governo quer integrar ações de inclusão digital


11/08/2004

O governo brasileiro deve lançar, nos próximos meses, o Programa Brasileiro de Inclusão Digital (PBID) com o objetivo de ampliar a proporção de cidadãos – sobretudo os de baixa renda – com acesso às tecnologias da informação. A idéia é reunir todas as ações já desenvolvidas em vários ministérios e órgãos federais sob a coordenação da Casa Civil da Presidência da República.

Com essa ação, o governo brasileiro pretende combater o que nos últimos anos convencionou-se chamar “exclusão digital”. De acordo com o censo 2000 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apenas 10,6% dos domicílios brasileiros têm computadores.

Estimativas mais recentes reunidas pelo Governo Federal afirmam que 13,9 milhões de brasileiros têm hoje acesso à internet. Desse total, 90% pertencem às classes A e B. Países com populações menores do que a brasileira registram, proporcionalmente, um percentual maior de pessoas com acesso à Internet, como é o caso do Chile, que possui 20,02% de sua população conectada à rede.

“A idéia é que o Programa de Inclusão Digital se torne um programa do governo com a marca do governo Lula”, afirmou o secretário-executivo da Casa Civil, Swedenberger Barbosa.

A meta do Programa Brasileiro de Inclusão Digital é instalar mil telecentros em 2005 em todo o País, cada um com capacidade para atender entre 2,5 mil a 3 mil pessoas. Cada telecentro vai ser dotado de seis computadores ligados em rede, com instrutores disponíveis para aulas de informática, além de várias atividades culturais e cientificas voltadas para a comunidade. (segue)

Com informações da Agência Brasil

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.