Governo federal economiza R$ 500 milhões em pregões eletrônicos

11/9/2002O governo federal obteve uma economia de R$ 500 milhões com o uso do pregão eletrônico, para a compra de bens e serviços. Desde agosto de 2000 foram realizados cerca de 5,7 mil pregões, movimentando R$ 2 bilhões. Os números foram apresentados pelo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Guilherme Dias, na abertura do seminário “A nova modalidade de licitação”, de acordo com o Comprasnet, portal de compras do governo federal.Do começo do ano até meados de agosto, o governo federal efetuou 1,9 mil pregões, atingindo um volume de R$ 500 milhões. A expectativa é somar R$ 1 bilhão em 2002. O número de fornecedores aumentou em 50% com a introdução da modalidade de pregão. Com isso, o processo tornou-se mais competitivo, permitindo o acesso de um número maior de pequenas e médias empresas às licitações.Segundo o ministro, a novidade é a conversão da Medida Provisória que criou o pregão em Lei, o que estende a modalidade de compras a estados e municipíos. Dias defende que iniciativa trará um grande ganho para todos, por gerar redução de custos, simplicando o processo burocrático, além de diminuir o tempo de tramitação das compras e aumentar a transparência das licitações.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *