Google Wave pretende revolucionar a comunicação pela internet

30/05/2009

Já sabemos porque o Google não comprou o Twitter. A empresa quer revolucionar as redes sociais e congregá-las numa só plataforma. Para isso, o gigante das buscas acabou de anunciar sua mais nova ferramenta que deverá entrar em funcionamento em breve (ainda sem data anunciada), o Google Wave, que funcionará integrado ao Gmail, misturando elementos do Facebook, Twitter, e do – pouco conhecido por aqui – Friendfeed. O serviço é fundamentalmente social e colaborativo e inclui ainda funcionalidades de blog, ferramentas wiki, de vídeo, fotos e mapas. Por enquanto, está disponível apenas para desenvolvedores.

 

A proposta do Google Wave é tornar a comunicação on-line ainda mais ágil, mesclando funcionalidades de redes sociais, com compartilhamento instantâneo de arquivos, fotos e mensagens instantâneas, tudo no ambiente da caixa de entrada de e-mail.

O Wave é executado diretamente no navegador web. Permite criar chats coletivos e adicionar à conversa mapas, vídeos, fotos e links. Para adicionar uma pessoa, basta tê-la como contato e arrastar sua imagem ao final da mensagem. De uma forma bem visual, permite que se veja quem adicionou quem a qual conteúdo. Permite ainda uma reprodução similar ao vídeo da conversação, para que se possa ver como se desenvolver as colaborações.

A ideia é que múltiplos utilizadores tenham a possibilidade de comunicar, partilhar fotografias, vídeos, mapas, documentos e outros tipos de informação em tempo real através de uma único e partilhado espaço de comunicações conhecido como "wave".

"Dois dos sucessos mais espectaculares de comunicação digital (e-mail e mensagens instantâneas) foram originalmente concebidos nos anos 60. Desde aí, foram aparecendo diferentes formas de comunicação, como blogues, wikis, documentos colaborativos, etc, e verificaram-se grandes melhorias nos computadores e na rede. Através do Google Wave, propomos um novo modelo de comunicação que assume todos estes avanços como um ponto de partida", disse Simon Morrison, responsável de comunicação da Google.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.