Google planeja classificar as notícias por qualidade

O Google está tentando patentear uma tecnologia que classifique notícias e reportagens da imprensa não apenas pela data ou correspondência com os termos buscados, mas também por sua qualidade. A empresa reconhece, nos documentos de solicitação da patente que as centenas de artigos jornalísticos que seu buscador encontra freqüentemente procedem de fontes duvidosas. As informações são do site News.com.

Os resultados, destaca o documento, têm relação com o assunto que se busca (Iraque, por exemplo), mas pode não existir uma qualidade uniforme entre eles. “Por isso”, prossegue o texto, “há necessidade de um sistema que melhore a classificação de artigos jornalísticos e que se baseie na qualidade da fonte da qual procedem”.

A empresa de Mountain View (Califórnia) indica que o conteúdo publicado por meios de comunicação vistos como de qualidade é de maior interesse para os usuários e, portanto, deveria estar no topo da lista de resultados e não em meio à avalanche de informação encontrada. A estrutura do Google News mudaria radicalmente caso esta tecnologia seja aprovada, já que passaria a favorecer a “qualidade” – ou seja, os meios jornalísticos de mais credibilidade – em lugar da quantidade, como faz agora.

De acordo com a revista New Scientist, o Google planeja construir uma grande base de dados que compararia todos os meios de comunicação do mundo e ajustaria as buscas de acordo com este ranking. Desta maneira, a base de dados teria em conta fatores “tradicionais”, como o número de empregados de uma publicação ou o tempo que está em operação.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.