EUA temem aumento da aids com sexo pela Internet


30/07/2003

Um número crescente de homens homo e bissexuais dos Estados Unidos mantém relações sexuais de risco com parceiros que encontram por meio da Internet, aumentando os temores de que a aids esteja prestes a atingir novamente, com força, esse grupo.

Salas de bate-papo online e sites estão substituindo as casas de massagem e os clubes noturnos como facilitadores de encontros sexuais de alto risco, segundo um novo estudo divulgado hoje durante a Conferência Nacional 2003 para a Prevenção da Aids.

Esses dados são divulgados em meio a indícios cada vez maiores sobre um aparente ressurgimento do HIV (o vírus da aids) assim como o da sífilis entre os homens que mantêm relações sexuais com outros homens. A presença de doenças sexualmente transmissíveis facilita a contaminação pela aids.

O diagnóstico de novos casos da doença entre homens homossexuais ou bissexuais aumentou mais de 17% desde 1999, informaram nesta semana os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA. Atualmente, entre 850 mil e 950 mil norte-americanos têm o vírus da aids e cerca de 16 mil morrem em consequência da doença todos os anos. (segue)

Reuters

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.