Estudantes criam alternativa para compras seguras na net


31/01/2006

Uma equipe de alunos de engenharia da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, tem uma nova sugestão para o público cada vez maior que faz compras através da internet.

Hoje, quando alguém deseja realizar alguma compra online, basta ceder poucas informações, tais como nome completo, número do cartão, código de segurança (impresso no próprio cartão), data de vencimento e CPF do comprador, sem que haja a necessidade de qualquer outro meio de autenticação para finalizar o pedido. Assim, qualquer hacker que consiga interceptar ou adquirir através de outros meios tais informações pode fazer compras usando o crédito da vítima, causando enorme confusão em sua vida.

O SecureGo funciona como um flash drive que se conecta à placa USB do computador. Ele armazena de maneira criptografada todas as informações necessárias para autenticação segura em um servidor, só que o faz de forma totalmente offline e isolada do ciber-espaço, ou seja, fora do alcance de hackers. Além de dados pessoais de cada comprador, o dispositivo também armazenaria o crédito para compras, como se fosse um cartão de celular pré-pago.

Seu funcionamento é simples. No ato da compra, o usuário deve conectar o pequeno dispositivo ao computador. Cada cartão possuirá um número único de identificação e uma senha, que deverá ser digitada para que a transferência entre a conta do cliente e a conta do comerciante seja feita. Em suma, as informações particulares do comprador não trafegam pela rede e sim apenas a senha do SecureGo.

Em caso de perda do flash drive, uma conta corrente pré-programada pode ser utilizada para que a administradora do SecureGo restitua o dinheiro ainda existente no cartão do usuário.

A idéia da equipe certamente é boa e no site oficial do projeto, ainda hospedado nos servidores universitários, existe uma breve explicação do funcionamento do processo e uma apresentação da nova empresa, embora com fraco apelo comercial. O grupo critica a atual vulnerabilidade dos bancos que requerem apenas uma senha na hora de realizar transferências, mas não comentou como espera que o SecureGo receba abastecimento de créditos, o que pode transformá-lo, também, em algo não muito seguro.

No Brasil, a preocupação com a segurança online dos bancos é séria e meios cada vez mais seguros (e, algumas vezes, até burocráticos) têm sido desenvolvidos para que hackers e crackers não possam fazer a festa na conta de qualquer um.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.