Empresas precisam evoluir e explorar melhor seus negócios na internet

21/06/2012

As facilidades proporcionadas pela internet acabaram com outras formas das pessoas buscarem por produtos ou serviços. A lista telefônica quase não é mais utilizada pelas pessoas que para pesquisar telefones de empresas e profissionais liberais que oferecem determinados tipos de produtos e serviços específicos Hoje, todo mundo (literalmente) busca na web tudo que deseja encontrar.

Um site é uma ferramenta indispensável para as empresas pois passa maior credibilidade junto aos seus clientes. Ter um bom site significa muito para que os clientes de uma empresa a encontrem mais facilmente, em qualquer parte do mundo. Ser facilmente localizado pelo consumidor e passar credibilidade é imprescindível para a realização de mais negócios ou vendas.

Apesar disso ser verdade já há alguns anos, a internet ainda não é uma realidade em todas empresas brasileiras, apesar do país já contar com quase 80 milhões de internautas.

A 7ª pesquisa TIC Empresas 2011, conduzida pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br), apontou que 60% das empresas possuem um site ou uma simples página na Internet e quase a totalidade dessas companhias (93%) os utiliza para oferecer informações institucionais. Os recursos menos comuns nesses sites são “sistema de pedidos ou reserva/carrinho de compras” (17%) e “pagamento online/completar transação” (12%). Os registros foram obtidos a partir de entrevistas com 5,6 mil empresas com dez ou mais funcionários no Brasil.

Praticamente todas as empresas com dez ou mais funcionários possuem computadores e acesso à Internet (99% e 98% respectivamente). Isso reflete que as empresas, assim como as pessoas, enxergam a utilidade da internet em vários aspectos e momentos, tanto na parte profissional como pessoal. Internautas de todas idades utilizam diferentes ferramentas online para lazer, relacionamento, comunicação, estudo, trabalho e compras.

Apesar disso a presença das empresas na internet ainda é deficiente. A própria pesquisa informa que quase metade das empresas ainda não tem um site. Para piorar, menos de 20% dos sites oferecem condições de finalização de pedidos de compra de produtos ou serviços online, o que é um percental muito pequeno. O segmento que mais vendeu na internet foi o de Alojamento e Alimentação com apenas 19% das empresas tendo realizado vendas online no período entre outubro de 2011 e janeiro de 2012.

“O cenário econômico brasileiro favorável parece ter contribuído para o crescimento regular da infraestrutura tecnológica das empresas brasileiras”, diz Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br. Mas o cenário revela que as empresas precisam evoluir bastante para utilizarem e se valerem de todos benefícios proporcionados pela internet para os negócios.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.