Empresas apostam em comércio eletrônico para aumentar vendas de Natal

26/111/2008

 Para atrair novos consumidores e aumentar o faturamento de final de ano, as empresas estão investindo cada vez mais no comércio eletrônico. Segundo expectativa do setor, as vendas on-line devem gerar R$ 8,5 bilhões até o final de 2008 – crescimento de 35% em relação ao ano anterior.

As compras de final de ano devem incrementar ainda mais este mercado. Para quem prioriza comodidade, foge de filas e estacionamento lotado, o comércio eletrônico se apresenta como uma boa alternativa. Pela internet, em minutos, é possível pesquisar produtos, conhecer suas características, comparar preços, analisar as formas de pagamento e escolher a mercadoria ou serviço que mais interessa, com economia de tempo e dinheiro.

– O consumidor encontra no comércio eletrônico, com muita agilidade, o produto que necessita, já com um comparativo de preços e as diferentes formas de pagamento. É uma maneira segura e inteligente de fazer compras – afirma o diretor comercial da Jet – Soluções em Comércio Eletrônico, Marcelo Garcia.

– Não só no Natal, mas durante o ano todo, as lojas virtuais oferecem promoções especiais, produtos exclusivos e formas de pagamento diferenciadas – ressalta.

A expansão do comércio pela internet está relacionada ao aumento de 42% no número de consumidores. Os cerca de 3,5 milhões de novos compradores de lojas virtuais representaram um faturamento de R$ 3,8 bilhões só no primeiro semestre. No último ano, o segmento de saúde e beleza, por exemplo, representou 11% das vendas pela internet.

A Mahogany Cosméticos, empresa que desde 1991 desenvolve uma linha de produtos para o cuidado pessoal, presente em vários shoppings, aposta nesta estratégia. Depois da criação de um espaço para compras em seu site(www.jet.com.br/mahoganyvirtual), passou a receber até pedidos de outros países, como Argentina e Espanha.

– Estamos bastante otimistas, porque hoje a venda on-line é uma facilidade tanto para a empresa quanto para o comprador – afirma Heloisa Tartuci, dona da loja. A previsão é que o volume de vendas quadruplique no final do ano.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.