Embratel inaugura rede WiMax no Recife

21/05/2008

Quando se pensa na tecnologia WiMax a primeira idéia que se vêm à cabeça são cidades inteiras cobertas com acesso a internet sem fio em qualquer lugar. É abrir o notebook numa praça e ter acesso à internet. Esta realidade já está presente em algumas cidades do mundo, como em São Francisco, nos Estados Unidos, e começa a ser implantada no Brasil. Até agora, a única empresa que tem freqüência capaz de suportar WiMax é a Embratel, que lançou nesta terça-feira (20) o primeiro produto com a tecnologia, voltado exclusivamente para empresas de pequeno e médio porte.

Nesta primeira etapa, é necessário esquecer as facilidades de São Francisco. Bem verdade que o WiMax da Embratel trabalha numa faixa de freqüência mais alta (3,5 GHz) permitindo uma tecnologia mais avançada. Enquanto a tecnologia Wi-fi consegue um alcance de cerca de 100 metros do receptor até o computador, a WiMax oferecida pela Embratel chega a até 400 metros. A empresa, porém, resolveu formatar a tecnologia para atender uma lacuna do leque de clientes: as pequenas e médias empresas. Por um valor de R$ 189 mensais o cliente tem acesso à internet com banda de 1 mega e quatro linhas que podem ser usadas para ligações, fax, Pabx ou serviços de transferência (Tef).

O serviço passou por um teste em dezembro, em São Paulo, e está sendo implementado aos poucos: doze capitais brasileiras, entre elas o Recife, vão ter cobertura do serviço até o final junho e a expectativa da empresa é terminar o ano com 172 cidades atendidas. Em Pernambuco, seis cidades vão ser cobertas: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Garanhuns, Caruaru e Petrolina. Ao todo o investimento da Embratel é de R$ 175 milhões, sendo R$ 61 milhões para o Nordeste, dos quais cerca de 40% em Pernambuco.

Desde a semana passada o serviço já está funcionando nos bairros de Santo Amaro, Madalena e Casa Amarela. Logo depois, chega aos bairros de Afogados, Cordeiro, Boa Viagem, Santo Antônio, Barro e Pina. No Recife estão sendo instaladas 20 antenas de rádio base que devem atender, cada uma, 280 clientes. “A tecnologia WiMax é ponto-multiponto. Ou seja, da antena a onda vai, via rádio, para os receptores CPEs com serviços de voz e internet”, explica o gerente de operação e produção da Embratel, Maurício Caldas.

Por enquanto, o grande benefício da rede WiMax ainda não vai ser aproveitado em sua totalidade. Por ser capaz de cobrir áreas maiores que outras redes – uma antena, do tipo implantada pela Embratel, pode alcançar um raio de até 1km em ambiente urbano – a tecnologia é ideal para atender áreas com internet banda larga onde redes DSL ou de fibra ótica não são possíveis por limitações técnicas ou econômicas. Segundo o diretor executivo da Embratel Ney Acyr de Oliveira, a Embratel poderá, num futuro próximo, desenvolver parcerias com o governo para levar a tecnologia para o interior do estado e escolas.

No Brasil, a Embratel é a única empresa detentora da concessão que permite usar a freqüência necessária para a tecnologia WiMax. Até o final do ano, no entanto, a Anatel vai promover um leilão para vender outras frequências.

Produto – Para as empresas de pequeno e médio porte o principal atrativo do produto da Embratel é o preço. Por R$189 (sendo R$ 100 de franquia para serviços de voz e R$ 89,90 para serviços de internet) mensais, é possível ter até quatro linhas telefônicas (com capacidade para pabx, fax e Tef) além da internet banda larga de 1 mega. Além disso, a tecnologia, combinada com a utilização de CPE’s indoor, dispensa cabeamento na instalação. Para adquirir o produto, o interessado pode ligar para 0800-701-0121.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *