Eles vão às compras pela internet e poupam combustível

24/07/2008

Cada vez mais americanos trocam o carro pelo teclado para fazer compras. Para muitos, encher o depósito é, nos dias de hoje, "um luxo". Nessa onda, um grande número de comerciantes – incluindo Gap, Victória’s Secret e J.C. Penney – experimentam um crescimento de dois dígitos nas vendas através dos sites oficiais. Uma estratégia popular para atrair compradores é oferecer transporte grátis, em contraste com a prática de diversos outros sectores da economia, como as companhias aéreas, que acrescentam taxas para compensar uma alta de custos.

Vendas em lojas caem face ao aumento das vendas pela Internet

Os websites de Neiman Marcus, Saks, Nordstrom, Bloomingdale’s, Macy`s, Bon-Ton Stores, Aeropostale, American Eagle Outfitters, Target e Kmart oferecem descontos no transporte.

"Com a gasolina sendo uma questão tão importante, sabemos que o tráfego para o shopping caiu mais que o tráfego em geral", disse o principal executivo de marketing da J.C. Penney, que assistiu a um aumento de 8,7 por cento nas vendas pela Internet, no primeiro trimestre do ano.

Isso contrasta com a queda de 7,4 por cento em vendas nas lojas e é essa taxa que mede a saúde de um comerciante. «Vemos mais pessoas a voltar-se para o online, porque é muito mais eficiente em termos de tempo e dinheiro», disse Boyslon.

Há quem compre quase tudo pela Internet

Os comerciantes andam numa corda-bamba ao encorajar as vendas/compras online. É óbvio que estão felizes por atrair mais compradores aos websites, mas não às custas das vendas nas loja, que são uma métrica importante para os investidores.

Por outro lado, a Internet pode impulsionar as vendas em lojas, seja porque os compradores vão às lojas para trocar um produto comprado online, ou porque precisam de algo que não está disponível no site online.

Recentemente, Nichelle Hines, uma actriz de Los Angeles, passou a comprar tudo online, excepto gasolina: comida para seus animais de estimação, livros, DVDs, filtros de água, equipamento de cozinha, um vestido, sua bebida favorita e material para construir uma câmara acústica, o que a poupará de ter de ir de carro a um estúdio para gravações.

"Foi o que nos salvou", afirmou, que vive com o namorado, Charles, que está a construir a câmara acústica. "E só começamos a fazer isso uns três meses atrás, por conta do desespero de gastar dinheiro em litros de gasolina".

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.