E-commerce, uma construtiva estratégia de crescimento No ratings yet.

04/11/2007


Em virtude das rápidas e importantes transformações que estão ocorrendo no mundo dos negócios, as empresas que queiram competir no ambiente virtual, terão de remodelar as suas formas de efetuar negócios. Para aquelas organizações que desejam comercializar seus produtos e serviços na Internet, praticando o comércio eletrônico (e-commerce), a realização de mudanças estruturais em seus ambientes internos através do desenvolvimento de estratégias de negócios inovadoras é mandatória. Toda a empresa que almejar o sucesso com o e-commerce, precisa, necessariamente, reestruturar-se; adaptar-se à realidade do ambiente virtual, e isso contempla um re-desenho do seu processo de logística, vendas e um eficaz software de interligação das áreas do negócio.


Dentro desta perspectiva, entende-se que esta nova visão dos negócios está rompendo os velhos modelos de administração, bem como as estruturas de custo, relacionamento com terceiros e clientes. Estas transações comerciais baseadas em processos de comunicação digitais, torna o e-commerce uma importante ferramenta de vendas disponível às empresas que buscam diferentes formas de crescimento em seus mercados. É incontestável que a Internet oferece uma excelente oportunidade sobre os canais de venda tradicionais, pois demonstra vantagens inerentes à sua natureza (ambiente virtual). A mais notória vantagem consiste no fato de que a extensão do canal de vendas é global, atingindo todos os cantos do mundo sem precisar respeitar horários ou feriados. Outro fator positivo inerente à esta forma de negócio virtual (e-business) é no que tange à sua distribuição. Com a prática do e-commerce, as empresas conseguem realizar as suas atividades comerciais com custos muito mais baixos e podem customizar produtos, serviços e informações, de acordo com cada perfil de cliente.


Após visualizar alguns pontos importantes da indústria do e-commerce, percebe-se que os gestores mercadológicos deverão re-aprender a forma de comercializar os seus produtos e serviços nesse ambiente. As transações virtuais são apenas uma dos desafios que os profissionais de marketing enfrentarão a fim de alcançar o sucesso no comércio eletrônico. Mesmo com todas as vantagens que o e-commerce traz às empresas, existem barreiras inerentes à gestão no mundo digital. Pontos cruciais como a gestão dos canais de distribuição e a gestão financeira do comércio virtual, são fatores decisivos para que as empresas consigam ser sustentáveis do ponto de vista financeiro e competitivas na esfera logística. Outros fatores que impedem o crescimento do comércio eletrônico no Brasil, têm raízes econômicas e culturais. De acordo com dados atuais, o principal problema econômico que trava o crescimento do e-commerce no país é que grande parte da população ainda não tem acesso à Internet, o que impede o acesso ao canal de comunicação em questão. Já em termos culturais, outro impeditivo para o avanço desta modalidade de comércio é a falta de confiança dos brasileiros quanto à segurança e a facilidade em realizar compras on-line.


Visto as dificuldades enfrentadas pelas empresas na implementação de canais de vendas digitais e pelos compradores potenciais no que tange ao acesso a estes canais de comércio, é crucial que as empresas desenvolvam as suas estratégias de inserção no ambiente virtual com cautela e de forma planejada. A correta implementação de estratégias de marketing nesta indústria pode aumentar as receitas das empresas que se aventurarem neste segmento de forma significativa ou conduzir à ruína, àquelas que não executarem o processo de entrada neste mercado com base em um criterioso planejamento e em uma sólida análise de mercado.


Felipe Ramos é diretor-executivo e sócio-fundador da Englishvox Ensino de Idiomas S/A, é bacharel em Administração de Empresas com Ênfase em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e pós-graduando em Gestão Estratégica e Tecnologia da Informação pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *