Cresce o e-commerce e com isso também a publicidade online

23/10/2010

O Brasil possui mais de 70 milhões de usuários de internet, cerca de 40% da população, número superior à população total de países como França, Itália e Espanha. O Brasil é o país onde as pessoas passam mais tempo navegando na internet (mais de 26 horas por mês) e também o país que mais utiliza redes sociais (87% dos internautas brasileiros acessam redes sociais). Em agosto deste ano, mais de 36 milhões de usuários de internet maiores de 15 anos visitaram pelo menos uma rede social de casa ou do trabalho no Brasil. Os números colocam o Brasil na décima posição entre os países que mais acessam sites como Orkut, YouTube, MSN, Twitter, Facebook e LinkedIn. Na média, cada usuário gasta mais de 4 horas por mês nesse tipo de site.

Para completar as estatísticas positivas da internet, em 2009 existiam aproximadamente 13 milhões de e-consumidores brasileiros. Hoje são 20 milhões de brasileiros fazendo transações online.

As empresas estão atentas a essa movimentação do consumidor mundial que está migrando dos outros veículos para a internet.

Dados relativos a 2009 mostram que a rede WalMart investiu cerca de R$ 25 milhões em seu portal de comércio eletrônico. Casas Bahia, Extra, Ponto Frio, Pão de Açúcar, entre outras grandes empresas nao ficaram atrás e também investiram em desenvolvimento de ferramentas e estratégias para atingir os novos e-consumidores. Apesar disso, os grandes grupos perderam participação no faturamento total registrado no último ano. Isso porque pequenos e médios empresários também descobriram o caminho da internet para gerar negócios.

Acontece que a internet nivela a disputa. Que bom que é assim. Assim pequenas empresas e empreendedores tem a chance de aumenta sua presença e participação no mercado, impulsionar vendas e ver suas marcas se fortalecerem, mesmo sem investimentos grandiosos. Essa é uma característica da internet como mídia. Agora pensem quando as empresas brasileiras começarem a enxergar o meio online como qualquer outro meio de comunicação, como uma alternativa com tanto ou mais potencial que TV e rádio, por exemplo.

O próximo passo tanto para as grandes como para as pequenas empresas, será o aumento dos investimentos em marketing e publicidade online. Claro que isso já está acongetendo. A todo momento vemos dados que comprovam que a internet cresce como meio publicitário.

Uma pesquisa realizada pela empresa de pesquisas em publicidade, a Outsell, aponta que os investimentos em publicidade online deverão ultrapassar, pela primeira vez, os investimentos feitos na mídia impressa, nos EUA. Lá, os anunciantes irão gastar muito mais em publicidade online representando um total de US$ 119,6 bilhões contra US$ 111,5 bilhões para mídia tradicional, em 2010.

A Internet, que ultrapassou em 2009 as revistas como destino de publicidade e alcançou uma quota de 12,6%, deve conseguir elevar a sua parte para 17% do total em 2012, passando a terceiro destino publicitário, depois da televisão e dos jornais.

O Brasil já mostra sinais positivos a essas mudanças mas em menor escala, é claro. Em 2009, o País investiu cerca de R$ 940 milhões em publicidade online, segundo o Interactive Advertising Bureou Brasil (IAB Brasil).

A tendência é que a publicidade continue a crescer nos meios online e nas novas tecnologias. Na internet, os programas de afiliados e o desenvolvimento de mídias sociais estão contribuindo significativamente para o aumento da publicidade junto com o e-commerce, que ganha mais força.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *