Credibilidade impulsionou o crescimento dos sites de busca (leia-se Google?) e do marketing online No ratings yet.

15/12/2009

O livro Googled lançado recentemente por Ken Auletta, é mais um trabalho jornalístico do que um tratado polêmico, mas oferece um retrato revelador de uma empresa que mudou paradigmas e em 11 anos de atuação alterou radicalmente o cenário da mídia e dos negócios. No livro, Auletta escreve que "boa parte do planeta já vive sob a influência do Google, e a empresa se tornou, como disse Larry Page, "parte das vidas das pessoas, como escovar os dentes".

Larry Page e Sergey Brin fundaram o Google com a fervorosa crença de que a publicidade enganava as pessoas para forçá-las a gastar dinheiro, e que a internet fomentaria um ethos democrático que as libertaria".

Nos anos que se seguiram foi exatamente essa publicidade que fez do Google um gigante do século XXI. Atualmente, o gigante concentra nada menos do que três milhões de buscas ao dia, recebe 40% dos US$ 23 bilhões investidos em publicidade online nos Estados Unidos e a mesma proporção dos US$ 54 bilhões em publicidade mundial.

Ainda sobre sites de busca
Uma pesquisa sobre marketing online divulgada pela empresa IDC Latin America concluiu que a busca na web é principal fonte de informação para compra na AL, e que comunidades online estão em segundo lugar. Segundo a pesquisa, os serviços de busca na internet são usados com frequência por 70,91% dos usuários da região que desejam adquirir um produto, enquanto as comunidades e redes sociais concentram 36,8% da preferência.

Marketing digital crescerá 10% 2010
A pesquisa Marketing Visão 360º realizada pela TNS Research International em parceria com o portal Mundo do Marketing, constatou que, no próximo ano, 84% das empresas brasileiras planejam realizar algum tipo de marketing online, o que representa um crescimento de 10% em relação a 2009.

Além disso, entre as organizações que investem até R$ 1 milhão/ano, a expectativa é que as iniciativas no ambiente digital respondam por 50% do orçamento da área. Naquelas que investem acima de R$ 10 milhões, a participação deverá alcançar 25%.

A pesquisa ouviu, em setembro, 430 profissionais de marketing de companhias brasileiras e multinacionais, dos setores de serviço, varejo, bens de consumo e bens duráveis.

Atualmente, existem várias outras ferramentas que impulsionam o crescimento do marketing e da publicidade online. Mas, certamente, a credibilidade gerada pelos sites de busca nos consumidores e o surgimento do Google são o estopim disso tudo.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *