Conselho da OAB adere ao pregão eletrônico No ratings yet.


25/02/2004

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil passou a fazer a compra de materiais de escritório, equipamentos de informática e toda a contratação de serviços pela Internet. A partir de agora, aquisições de qualquer valor serão feitas pela modalidade de pregão eletrônico no site “Licitações”, disponível na página do Banco do Brasil. O objetivo, segundo o gerente de Organização e Administração do Conselho Federal, Artur da Silva Junior, é ganhar transparência nos procedimentos de compra, agilidade e otimização de recursos.

“Ninguém precisa mais sair de sua sala ou enviar cartas-consulta pelo Correio. Basta ter um computador conectado à Internet para fazer a compra e qualquer pessoa que tenha acesso à Internet pode acompanhar o pregão”, afirmou o gerente, enfatizando a transparência da operação. As compras são realizadas em uma sessão pública, que ocorre na chamada “sala virtual de disputa”, disponível no site. De um lado fica o órgão licitante e de outro os fornecedores, que fazem a oferta dos produtos ou serviços e apresentam seus preços. Só podem participar da disputa os fornecedores que preencheram todos os requisitos estabelecidos no edital de compra.

A vantagem, além da economia, é o fato de a OAB poder negociar com fornecedores de todo o Brasil na busca pelo menor preço. “É um sistema extremamente democrático. Desde que o fornecedor tenha cumprido as regras previstas no edital, pode participar da licitação eletrônica e passar a vender para o Conselho Federal”, afirmou Artur da Silva Junior. Não há valor mínimo ou teto estipulado para a negociação.

As primeiras compras já estão sendo efetivadas. Nesta semana, o Conselho Federal colocará três novos editais na página, para aquisição de materiais de limpeza, compra de placas de computadores e contratação de serviços de impressão de publicações da entidade. Além do Conselho Federal da OAB, as Seccionais da Ordem no Distrito Federal e na Bahia já adotaram o sistema eletrônico de compras.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *