Compras públicas online devem somar R$ 5 bi em 2005


20/09/2005

O setor público brasileiro movimentou R$ 844 milhões em compras pela internet no primeiro semestre deste ano, o que representa quase 100% de aumento em relação ao mesmo período do ano passado, quando o volume de transações online atingiu 480 milhões de reais.

O levantamento foi feito com base no e-Licitações, índice mensal da Florencia Ferrer Pesquisa & Consultoria, divulgado pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net).

De acordo com Cid torquato, diretor-executivo da Camara-e.net, o crescimento se deve sobretudo à introdução do pregão na Bolsa Eletrônica de Compras do Governo do Estado de São Paulo (BEC/SP) e ao decreto do presidente Lula, que tornou obrigatório na administração pública federal o uso do pregão nas compras de bens e serviços comuns e determinou preferência pela forma eletrônica.

O estudo da Florencia estima ainda que os negócios realizados pelo setor em todo o ano de 2005 devem somar R$ 5 bilhões, quatro vezes mais do que valor alcançado em 2004, que foi de R$ 1,3 bilhão.

Não surpreendeu os técnicos da consultoria a pequena redução verificada nas compras dos pregões eletrônicos Comprasnet, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e o Licitações-e, do Banco do Brasil.

“Os dois órgãos tiveram um aumento significativo em junho e é normal que tenha ocorrido pequena baixa em julho, mês de férias do funcionalismo”, comenta Cristian Lima, analista da Florência.

No ranking do e-Licitações, Pernambuco aparece em primeiro lugar entre os Estados que mais fizeram compras eletrônicas (30% do total) , seguido do Rio Grande do Sul, com cerca de 15%. (segue)

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *