Compra online de serviços de turismo merece atenção


17/04/2006

Quem estiver pensando em aproveitar os dias de folga para viajar e quer usar a internet como canal de compra de produtos e serviços turísticos deve ficar atento para garantir que a transação seja feita da forma mais segura possível. De acordo com estimativas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, em 2005, a venda de produtos e serviços de turismo pela internet vem crescendo no Brasil a exemplo do que acontece nos mercados de Estados Unidos e Europa. Ano passado, este tipo de transação movimentou cerca de R$ 1,8 bilhão, o que representa um crescimento de 80% em relação ao ano anterior.

\t\t\t\t\t\t\t

– Esta estimativa refere-se a negociações feitas entre pessoas físicas e o provedor do serviço diretamente pela internet, sendo majoritariamente, cerca de 99%, o movimento registrado pelas companhias aéreas – detalha Gastão Mattos, consultor do MIS.

\t\t\t\t\t\t\t

Na opinião do consultor a internet acaba sendo usada mais como forma de “materializar” a isca da fraude do que propriamente o meio para efetivar o crime. E isto não somente em relação a compras do setor de turismo.

\t\t\t\t\t\t\t

– Apesar de tudo internet é segura, mas é um meio que cresceu muito rápido e não houve o tempo devido para que se pudesse aprender a usar de maneira apropriada.

\t\t\t\t\t\t\t

Mattos, que compra todas as suas passagens nos sites das companhias aéreas, garante que o consumidor pode confiar nas transações feitas pela internet, e que a incidência de fraudes no segmento não chega a ser significativa:

\t\t\t\t\t\t\t

– Seguindo as recomendações dá para confiar sim. A internet é um canal muito interessante para agilizar, pesquisar, encontrar o que o consumidor busca sem perder tempo. Mas como em tudo, exige precaução. Assim como não se compra um carro usado de uma pessoa que você não conhece sem garantia, as pessoas têm que saber há medidas preventivas para evitar qualquer tipo de risco quando usam a internet. Como há pessoas não confiáveis no mundo físico a internet pode ser usada para a prática de golpes – conta Mattos.

\t\t\t\t\t\t\t

Se o internauta perceber algum indício de fraude numa transação eletrônica, deve procurar os canais normais de defesa do consumidor ou de fiscalização, aconselha o consultor:

\t\t\t\t\t\t\t

– Os canais adequados para denúncia de fraudes no mundo online não são diferentes do mundo físico: Procon, a Decon, as polícias federal e estaduais. Até costumamos receber denúncias no MIS, mas não temos poder regulatório ou de fiscalização, então encaminhamos ou orientamos o consumidor, que deve ir à policia, imprimir as páginas que possam ser qualificadas como indício de fraude. Se há uma desconfiança ou se o usuário for prejudicado, o importante é se municiar do maior numero possível de evidências de que houve fraude, imprimir a home page, os recibos, e-mails que confirmem a transação. E é importante não deletar o email, porque no arquivo da mensagem há informações que podem ser importantes para a policia iniciar o trabalho de perícia.

\t\t\t\t\t\t\t

Para evitar o risco de fraudes o MIS listou dez dicas básicas para uma transação segura na internet. Algumas valem para todos os segmentos, outras são específicas para assuntos relacionados a viagens.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.