Como usar a internet a favor da sua empresa

21/04/2010

Várias ferramentas podem impulsionar o negócio e melhorar a imagem do empreendimento

Priscila Zuini, de EXAME.com

Twitter, Facebook, Orkut, blogs, Youtube. As redes sociais crescem cada vez mais e há motivos de sobra para fazer parte deste universo. A mudança no comportamento do consumidor exige que as empresas estejam na internet. Muitos vão à rede antes mesmo de ir a uma loja e a empresa que não aparece na busca prévia deixa de ser uma possibilidade de compra.

Apresentado no último dia do curso EXAME PME, o caso da Eletrônica Santana ajuda a entender como a internet pode ser uma ferramenta que salva uma empresa. O empreendimento passava por dificuldades no fim da década de 90 e tinha duas possibilidades: abrir mais filiais ou apostar em um novo conceito de negócio. A decisão foi entrar no comércio eletrônico. "Pensei que cada computador poderia ser uma filial da minha loja", conta Rubens Branchini Martins, diretor comercial e de marketing.

A partir de publicidade online, a companhia começou a crescer e manteve sua loja física, mas a internet e a decisão de partir para este ambiente foi essencial para retomar o desenvolvimento da empresa. No e-commerce, o layout, a usabilidade e a escolha de uma plataforma que funcione bem são essenciais para atender o consumidor. "O internauta é exigente, se o site demora para abrir, por exemplo, ele vai para o concorrente", diz Rubens.

A empresa que ainda não tem site ou perfis nas redes sociais precisa ficar atenta a alguns pontos antes de começar. Edney Sousa, diretor de operações da Pólvora! Comunicação, acredita que é preciso entender a etiqueta da rede antes de usá-la. "Primeiro veja o que estão falando antes de participar", diz. "Hoje em dia não adianta apenas falar do serviço ou produto, a internet funciona como uma troca, uma conversa", explica.

Depois de entender o que estão falando, faça um diagnóstico e veja qual a participação da sua empresa nas redes sociais. "Só vale criar um novo perfil se for realmente participar. Se for deixar abandonado, nem vale a pena entrar", ensina Sousa. Para medir esta participação, leva-se em consideração a visibilidade, a influência e o engajamento.

 

-> Saiba mais detalhes sobre uma assessoria de comunicação online e sobre o marketing em redes sociais.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *